Vale do Ivaí

Polícia atende caso de maus tratos a menor em Bom Sucesso

Pai teria batido de chinelo na filha ao flagrar a menina se cortando com uma faca. Automutilação da menina já teria ocorrido anteriormente

Da Redação · GoogleNews

Siga o TNOnline
no Google News

Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa
fonte: TNonline/arquivo
Imagem ilustrativa

O Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente de Bom Sucesso acionou a Polícia Militar nesta segunda-feira (02) para auxiliar no atendimento de um caso de maus tratos a adolescente, na zona rural do município.

continua após publicidade

Conforme o boletim de ocorrência registrado pela polícia, o conselho relatou o caso de uma denúncia de lesões corporais a uma menor, em uma fazenda, na região da Vila Rural de Bom Sucesso. Uma conselheira e uma psicóloga acompanharam a PM até o local.

Uma mulher, que seria a mãe da vítima de maus tratos, relatou às equipes da PM e do Conselho Tutelar que seu marido, ao retornar para casa, no dia 27 de março, se deparou com a filha, que estaria se cortando, com uma faca. A mãe contou que, como esse comportamento da filha já teria ocorrido anteriormente àquela data, o marido se descontrolou e teria batido na menina, com um chinelo de borracha, acertando-a nas nádegas e nas coxas. A mulher disse que o marido fez isso para que a menina parasse com aquele comportamento.

continua após publicidade

O marido da mulher não estava no local quando a equipe chegou para o atendimento. A Polícia registrou a ocorrência e a mulher e a filha foram encaminhadas para a delegacia da Polícia Civil, em Jandaia do Sul, para dar prosseguimento à apuração do caso.

AUTOMUTILAÇÃO

continua após publicidade

A automutilação, nome dado à prática de pessoas que causam lesões físicas a si mesmas, costuma ser compreendida como um sintoma de transtornos psicológicos e emocionais. A prática de automutilação costuma estar associada a momentos muitos difíceis, de desequilíbrio emocional. Em casos de automutilação, familiares e amigos precisam encaminhar a pessoa para atendimento especializado.