Nova escola estadual dará mais segurança a alunos em Mauá da Serra - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Obras

Nova escola estadual dará mais segurança a alunos em Mauá da Serra

Foto por Gilson Abreu
Escrito por AEN
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O pequeno município de Mauá da Serra, no Vale do Ivaí, está em contagem regressiva para ganhar sua segunda escola estadual. A nova unidade vai possibilitar que alunos não precisem atravessar a BR-376 para chegar ao centro educacional.

A cidade tem pouco mais de 10 mil habitantes, de acordo com dados de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A previsão é que o Colégio Vilson Miranda abra as portas definitivamente no começo do ano que vem para atender até 840 alunos dos ensinos Fundamental e Médio, nos três turnos disponíveis. O investimento por parte do Governo do Estado é de R$ 5 milhões.

“Queremos deixar nossas escolas cada vez mais modernas e bem estruturadas para receber nossos alunos”, destaca o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Com uma estrutura adequada e mais moderna, o foco dos alunos ficará exclusivamente no aprendizado. O Governo do Paraná se esforça para oferecer a melhor condição possível para os estudantes”, acrescenta.

Estrutura que faz brilhar o olho da comerciante Salete Brunes de Lima. A motivação é dupla. Ela diz acreditar que a nova escola vai aumentar o movimento de pessoas passando pela região, especialmente de crianças e adolescentes. Assim, torce, abre a possibilidade de melhorar as vendas na pequena mercearia que vende de tudo um pouco. “A escola vai ajudar mesmo. Poderei vender mais doces para as crianças”, diz, sorridente.

O outro ponto é que ela faz planos para matricular o filho. Dois minutos de caminhada, calcula, e já estará no portão do colégio para entregar o pequeno, que ainda não completou a idade para ser matriculado. “Fica tão perto, uma facilidade para quando precisar deixar ele”, afirma. “Sem contar que a escola está tirando um pouco daquele matão, ficando mais bonito”, conta, apontando para o horizonte e as inúmeras árvores que adornam o local.

BENEFÍCIOS – Prefeito de Mauá da Serra, Hermes Wicthoff ressalta os benefícios que o complexo escolar trará para a vida da comunidade. Ele explica que o município pleiteava um novo colégio desde 2011 como forma de desafogar a única estrutura estadual a serviço dos estudantes.

“A luta foi grande, mas estamos comemorando muito que deu certo. Fruto da sensibilidade do governador Ratinho Junior em investir na educação. A escola antiga estava sobrecarrega, com mais de 1,4 mil alunos”, conta.

Wicthoff destaca, ainda, o aspecto geográfico importante que vem na esteira da construção. “Mauá da Serra é cortada em duas pela rodovia BR-376. Um lado tinha escola e o outro não. Com a duplicação ficou bem mais difícil para os estudantes que moram no lado sem escola atravessarem a rodovia. A nova escola deixará os dois pontos da cidade satisfeitos, o deslocamento dos alunos será menor e com mais segurança”, afirma. “Sem contar o desenvolvimento que vem junto. Ali na região já começaram a surgir novas casas e comércios”, completa.

O aposentado Evaristo Duarte é um dos vizinhos do Vilson Miranda. A neta que neste ano está cursando a 8ª série do outro lado da BR, diz ele, deve ser uma das alunas matriculadas no colégio novo. “Vai ser bom para o bairro e uma esperança para a gente. Esse lugar aqui não ia para frente. Agora que estão investindo, tudo pega mais valor”, afirma.

OBRA – O Colégio Estadual Vilson Miranda terá oito salas de aula, uma biblioteca e dois laboratórios – um de ciências e outro de informática. Também serão construídas uma sala de uso múltiplo, cozinha, refeitório, banheiros, ginásio poliesportivo coberto, pátio descoberto, sala ambiente, além da casa do zelador e estacionamento. A estrutura começou a ser erguida em maio de 2019 e terá mais de 2,7 mil metros quadrados.

 “Os alunos ganham muito mais qualidade de ensino porque as edificações são todas projetadas para beneficiar os estudantes”, comenta o diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional-Fundepar, Alessandro Oliveira.

Box

Obras em 136 escolas estaduais somam R$ 88,3 milhões

Atualmente, a Fundepar conta com obras em 136 escolas da rede estadual, um investimento de cerca R$ 88,3 milhões. Destas, nove são unidades novas, incluindo o Colégio Estadual Vilson Miranda.

Além do que está em execução, a Fundepar e a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte estão levantando os projetos que já estavam previstos, mas ainda precisam ter um encaminhamento.

Também está sendo feito um levantamento das principais demandas das 2.126 unidades de ensino do Estado, para que sejam executadas nos próximos meses.

Deixe seu comentário sobre: "Nova escola estadual dará mais segurança a alunos em Mauá da Serra"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Todos os candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.