Vale do Ivaí

Jandaia do Sul cria programa para valorização do café

Município de Jandaia do Sul, com apoio do SEBRAE e do IDR, implantam o Programa Mais Café para fomentar a produção cafeeira na cidade

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Jandaia do Sul cria programa para valorização do café

Os tipos de solo e o clima do norte do Paraná favorecem, e muito, a produção cafeeira. Da região saem cafés de altíssima qualidade que são premiados e reconhecidos por apreciadores da bebida em todo o Brasil. Tendo em vista essas condições propícias ao cultivo desses grãos, com o objetivo de fomentar a cultura em Jandaia do Sul, o município lançou o Programa Mais Café. 

continua após publicidade

Os produtores participantes contarão com apoio técnico de especialistas que levarão tecnologia moderna e eficiente à lavoura e receberão subsídio financeiro, por meio da cessão de mudas e alguns insumos como fertilizante e calcário, conforme disponibilidade de recursos, além da disponibilização de maquinário do município (de acordo com a legislação). 

Os agricultores ainda poderão participar de treinamentos, palestras e viagens de capacitação, bem como terão respaldo para conseguir um selo de qualidade e para se organizarem em grupos de fomento à criação de uma futura associação de produtores de café que comercializem seus grãos para grandes centros do país. Para a iniciativa, o município contará com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (SEBRAE - PR) e do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR – PR). Os inscritos no Programa Mais Café deverão receber apoio da prefeitura por três anos. 

continua após publicidade

"É um programa muito importante de revitalização e inovação da produção cafeeira que vai elevar o patamar de qualidade do café de Jandaia do Sul, colocá-la em destaque no norte do Paraná e movimentar a economia do município", considera Geraldo Cesar Semensato (Dié), diretor do Departamento de Fomento à Agricultura e Meio Ambiente.

O engenheiro agrônomo Roberval Simões Rodrigues, cafeicultor com MBA em gestão e expertise em agricultura e técnico do programa, esclarece que, para este primeiro ano, a ideia principal é introduzir o Programa Mais Café, buscando despertar o interesse dos agricultores. Em fevereiro, serão iniciadas as visitas técnicas a campo para colher as informações necessárias para comprovar a aptidão da área a ser explorada com a cafeicultura. Uma vez aprovada pelo comitê, os produtores passarão a receber assistência técnica que vai desde o preparo do solo, escolha das variedades adequadas para a região, plantio, colheita e comercialização.

"Há anos as ações em prol da cultura do café vêm diminuindo e esse o programa chega para promover e fomentar a produção local, pensando em todas as fases, da semente de café à xícara", observa Roberval, complementando que a cadeira de negócios vai beneficiar a vida de muitos que nela estarão envolvidos

continua após publicidade

A produtora de café Rosangela Aparecida Alves participou da palestra de lançamento do Programa Mais Café, no final do ano e, segundo relata, ficou surpresa e muito entusiasmada com a proposta. "A visão e os objetivos desse programa são, sem dúvida, muito promissores", comenta. Ela considera que o apoio da prefeitura vai facilitar o processo de produção de café especial, além de ampliar as possibilidades de bons e lucrativos negócios. "A possibilidade de produzir café de qualidade diferenciada com certificação é fantástica", elogia. Rosangela cultiva café com o esposo José Danas Filho, produtor há mais de 20 anos e apaixonado pelo que faz.

Todos os inscritos no Programa Mais Café vão assinar um contrato se comprometendo a seguir todas as orientações técnicas da equipe do programa. Em caso de descumprimento, será emitida uma notificação com prazo para adequação; terminado o período, se o cafeicultor não estiver de acordo com as regras, será desligado do programa e deverá pagar as mudas de café que lhe foram cedidas.  

Tanto cafeicultores como outros produtores que tiverem interesse em participar do programa devem fazer suas inscrições no Departamento de Fomento à Agricultura e Meio Ambiente, localizado na Praça do Café, 260 – Centro, Jandaia do Sul. Informações pelo telefone (43) 3432-9252.