Ivaiporã

Motorista que provocou morte de família em Ivaiporã pode ser solto

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Motorista que provocou morte de família em Ivaiporã pode ser solto
Motorista que provocou morte de família em Ivaiporã pode ser solto

O motorista que provocou o acidente que tirou a vida de um casal e sua filha de pouco mais de um ano de idade no último domingo (13), em Ivaiporã, poderá ser solto através de uma liminar concedida pela justiça. A informação foi confirmada pelo advogado José Teodoro Alves, responsável pela defesa de Claudemir Érico Nardini, que está preso desde o dia do acidente na  54ª Delegacia Regional de Ivaiporã.

continua após publicidade

O advogado informou que conseguiu uma liminar, na 1ª Câmara do Tribunal de Justiça, que autoriza a soltura do cliente, para responder o processo em liberdade. "Ele vai responder civil e criminalmente na justiça por algum erro que tenha cometido, mas precisamos acreditar no poder judiciário e deixar de achar que alguém, que ontem era um cidadão de bem, hoje precise ser tratado como bandido", considerou.

Recentemente, parentes e amigos das vítimas do acidente realizaram manifestos com apoio da comunidade pedindo justiça. Para esta sexta-feira, está programada uma homenagem luminosa às vítimas, na Praça Central de Ivaiporã.

continua após publicidade

O Acidente

O trágico acidente ocorreu na tarde do último domingo (13), por volta das 17h40, na Rua Emílio Ganzert, saída para Vila de Furnas, no perímetro urbano de Ivaiporã. A colisão foi entre uma caminhonete S10 e um Fiat Uno que resultou na morte do casal e da filha de 1 ano e 6 meses.

Motorista que provocou morte de família em Ivaiporã pode ser solto fonte: Reprodução
continua após publicidade

O motorista da S10, Claudemir Érico Nardini, que não se feriu, se escondeu na residência de um amigo a aproximadamente 100 metros do local do acidente, por medo de ser linchado. Ele foi encontrado e preso pela Polícia Militar pouco depois do acidente. Questionado, ele relatou que apenas escutou uma “pancada” e não viu o outro veículo. O teste do bafômetro aferiu 0,79mg/l de álcool no sangue, constatando a embriaguez. Nardini está preso na 54ª Delegacia Regional de Ivaiporã.

Em entrevista, o delegado Aldair da Silva Oliveira, confirmou que o motorista está sendo enquadrado em homicídio doloso qualificado. O delegado entende que o motorista foi o responsável pelo acidente. 

Colaborou Blog do Berimbau.