Ivaiporã

Ivaiporã adquire maquinários através do Programa Eficiência Municipal

Os novos maquinários chegam para reforçar os serviços na cidade e na zona rural

Da Redação ·
 Os novos maquinários chegam para reforçar os serviços na cidade e na zona rural.
fonte: TNOnline
Os novos maquinários chegam para reforçar os serviços na cidade e na zona rural.

A Prefeitura de Ivaiporã recebeu nesta semana uma escavadeira hidráulica e um rolo compactador 14 toneladas adquiridos através do Programa Eficiência Municipal.  Faz parte do pacote, mais dois caminhões truques tracionados com caçamba, e uma vibroacabadora de asfalto - equipamento que executa a aplicação, nivelamento e pré-compactação do concreto asfáltico em obras de pavimentação. Esses outros maquinários já foram adquiridos e serão entregues nas próximas semanas.

continua após publicidade

Conforme o prefeito Miguel Roberto Amaral, os novos maquinários chegam para reforçar os serviços na cidade e na zona rural.  “Todas as máquinas e os caminhões tem seus objetivos, o rolo compactador para conservação e compactação da estradas rurais, a escavadeira hidráulica dá agilidade aos serviços de terraplanagem, limpeza e nos cuidados com os bairros, além é claro dos caminhões que são imprescindíveis nos serviços”.  

A aquisição da vibroacabadora, segundo o prefeito, visa garantir a manutenção e pavimentação das vias públicas do município, proporcionando melhor trafegabilidade, segurança, conforto, eficiência e economia aos munícipes.

continua após publicidade

“Era um sonho antigo adquirir uma vibroacabadora, pois a aplicação é feita nos serviços de recape com Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) tem durabilidade de até 20 anos, enquanto o recape asfáltico com o asfalto PMF (Pré Misturado a Frio) dura em torno de 4 anos, isso significa mais economia para a Prefeitura e a população. Além disso, a ideia é cobrir as ruas de pedra irregular com asfalto a quente, que é um novo projeto para Ivaiporã para os próximos anos”.

No total estão sendo investidos nos maquinários aproximadamente R$ 2 milhões através do Programa Eficiência Municipal, do Banco do Brasil.