Mais lidas

    Ivaiporã

    Ivaiporã

    Departamento de Cultura de Ivaiporã propõe criação de grupo de viola e violão

    Departamento de Cultura de Ivaiporã propõe criação de grupo de viola e violão
    Foto por Divulgação/Prefeitura de Ivaiporã
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 19.01.2021, 17:21:00 Editado em 19.01.2021, 17:20:51
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    “Tudo é sertão, tudo é paixão, se o violeiro toca. A viola, o violeiro e o amor se tocam”. O trecho da música Um Violeiro Toca (Almir Sater) traduz a paixão de quem toca viola – seja sozinho ou em roda de amigos. Em Ivaiporã, a paixão pelo instrumento não foge à regra.

    Foi com o objetivo de valorizar os violeiros de Ivaiporã e resgatar a música de raiz que o diretor do Departamento Municipal de Cultura de Ivaiporã, Sandro Spigolon, se reuniu com os violeiros Jaime da Silva, Rodrigo Pimentel e Elias França no Centro Cultural para propor a criação de um grupo que una músicos que tocam viola e violão.

    “Em Ivaiporã há muitos talentos musicais que precisam ser valorizados pelo poder público e pela sociedade. É o caso de quem toca viola, violão ou outros instrumentos, bem como de quem canta. Por isso, o objetivo da Prefeitura é criar um grupo de violeiros e estimular os músicos do município”, explicou Sandro Spigolon.

    Jaime da Silva, que fez parte da Orquestra de Viola – extinto por falta de apoio, integra o Clube da Viola, que foi criado informalmente para reunir 15 amigos que tocam viola. “Acho interessante criar um grupo de violeiros, apoiado pela Prefeitura de Ivaiporã, por meio do Departamento Municipal de Cultura, que possa reunir os violeiros do município. Afinal, há muitos violeiros que tocam apenas em casa. Mas, com a criação de um grupo, poderão se sentir mais estimulados em se reunir”, cogitou Jaime da Silva.

    Elias França, que toca exclusivamente viola caipira, afirmou que se trata de uma grande chance proporcionada pela Prefeitura de Ivaiporã para resgatar a cultura raiz. “É importante resgatar a história da viola caipira. Por isso, agradeço ao Sandro Spigolon pelo empenho em reunir os violeiros e convidar quem nunca participou de um grupo de viola, que é um instrumento muito rico em timbres”, obsevou Elias França.

    De acordo com Sandro Spigolon os interessados em fazer parte do grupo de viola, independente do grau de conhecimento, pode procurar o Departamento Municipal de Cultura. 

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Ivaiporã

    Deixe seu comentário sobre: "Departamento de Cultura de Ivaiporã propõe criação de grupo de viola e violão"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.