Vale do Ivaí

Ivaiporã vai doar mais 2.6 mil m² para construção do AME

No total serão destinados para construção do AME 8.129,50 m² de área.

Da Redação ·
No total serão destinados para construção do AME 8.129,50m² de área.
fonte: Assessoria PMI
No total serão destinados para construção do AME 8.129,50m² de área.

Após o município de Ivaiporã doar dois terrenos ao Estado, objetivando construir o Ambulatório Médico de Especialidades (AME), na Rua Augusto Urbanski – próxima à 38ª Ciretran, foi necessário desapropriar de forma amigável uma área de 2.655,03m² das chácaras 54, 55 e 56.

continua após publicidade

Os 2.655,03m² serão somados aos 5.474,47m² anteriormente destinados para construção do AME – totalizando 8.129,50m² de área.

A escritura pública de desapropriação amigável da fração ideal foi assinada pelo prefeito Carlos Gil, proprietários da área Milton Yoshinori Mori e Lucimare Mori e pela tabeliã Mariney Pellegrini, na sala de reuniões do gabinete, nesta quinta-feira, dia 15 de julho. A área descrita pela Lei 3.552 de 22 de junho foi declarada de utilidade pública por meio do Decreto Municipal 13.741 de 28 de maio de 2021, e destina-se à complementação da área a ser doada posteriormente ao Estado do Paraná para construir e instalar o AME, que segue padrão estabelecido pela Secretaria de Estados da Saúde (Sesa).

continua após publicidade

De acordo com a Lei 3.552 o proprietário da área será indenizado conforme o Laudo de Avaliação expedido pela Comissão Permanente de Avaliação de Bens Imóveis do Município de Ivaiporã. Ao município caberá o respectivo custeio das despesas cartoriais e a incorporação ao patrimônio público.

Á área onde o AME será construído é doada pela Prefeitura, enquanto a Sesa elabora o projeto com acompanhamento da Paraná Edificações (Pred). A obra, que irá ultrapassar R$15 milhões, será totalmente custeada pelo Estado. O AME será administrado pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde prestará atendimento multiprofissional especializado no Estado.

O AME atenderá a população dos 16 municípios jurisdicionados a 22ª Regional de Saúde de Ivaiporã, evitando que os pacientes se desloquem aos grandes centros à procura de consultas especializadas e exames.

continua após publicidade

Carlos Gil explicou que o Estado solicitou a área ao município. No entanto, projeto não cabia no terreno. “Por isso, o município adquiriu mais 2.655,03 metros quadrados para que o projeto seja realizado com o objetivo de oferecer dermatologia, urologia, otorrinolaringologista e ortopedia, por exemplo”, informou o prefeito.

Quanto à licitação caberá ao Estado efetuar e à Prefeitura fazer a terraplanagem.