Vale do Ivaí

Golpista se passa por filha de agricultor e aplica golpe

A ocorrência foi registrada no Destacamento da Polícia Militar de Jardim Alegre no início da noite de sexta-feira

Da Redação ·
Imagem ilustrativa
fonte: Reprodução
Imagem ilustrativa

Um agricultor de Jardim Alegre teve prejuízo de mais de R$ 3.5 mil, após uma golpista se passar pela filha dele no WhatsApp e pedir dinheiro emprestado. A ocorrência foi registrada no Destacamento da Polícia Militar da cidade no início da noite de sexta-feira (25).

continua após publicidade

O homem relatou para os policiais que estava em sua residência, que fica na estrada da Barra Preta, quando uma pessoa entrou em contato por volta das 13h53  através do WhatsApp, se passando por sua filha, pedindo para que o mesmo adicionasse o contato do seu novo número.

Na sequência a golpista através do perfil falso pediu um empréstimo do valor de R$ 1.234,00 para cobrir um cheque e  passou também  o número da conta para que  fosse depositado o dinheiro.

continua após publicidade

A vítima foi então até uma lotérica no centro da cidade, realizou o saque de sua conta corrente no valor exato e realizou o depósito na conta informada pela golpista.

Ao retornar para a casa, a golpista realizou novamente contato por volta de 14h50, e que ao saber que o primeiro depósito já havia sido realizado, novamente solicitou para que fosse depositado o valor de R$ 2.350,00 para cobrir outro cheque.

Desta vez enviou o número de conta em nome de outra mulher, sendo que novamente o homem retornou a cidade, e fez um novo saque depositando na conta solicitada pelo golpista.

continua após publicidade

Às 15h53, a vítima enviou o comprovante do último depósito para o perfil falso, onde a golpista então passou a pedir um novo valor, primeiramente de R$ 15.000,00, depois R$ 5.000,00. Neste momento, a vítima precebeu que se tratava de um golpe e procurou a Polícia Militar.

Diante dos fatos, o homem foi orientado quanto aos procedimentos, sendo então confeccionado o BOU e encaminhado até a 54ª DRP de Ivaiporã para providências cabíveis.