Faxinal

Garota de Faxinal que perdeu o couro cabeludo em um acidente completa 15 anos

Da Redação ·

Após cinco anos de sofrer um grave acidente que resultou na perda do couro cabeludo, Valéria de Sousa Grucheviski, de Faxinal, completa nesta segunda (17), 15 anos e comemora a vida. “Só tenho que agradecer a Deus por estar viva”, festeja a adolescente. O acidente aconteceu em outubro de 2014, após o cabelo da garota ficar preso ao cardã - eixo móvel - de um trator no sítio onde vive com família.

continua após publicidade

Depois de ficar internada durante sete dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e três meses em leito de enfermaria, no Hospital da Providência, em Apucarana, Valéria se recuperou e não precisou passar por novas cirurgias, nem tratamentos. “A recuperação dela foi muito boa, só voltamos para ela fizesse curativos mesmo. Depois, ela começou a usar peruca e não tem problema com autoestima. Ela foi encaminhada para fazer terapia aqui em Faxinal, mas não foram necessárias muitas sessões”, conta a mãe Oceia.

Prestes a completar 15 anos, nesta segunda (17), a garota diz agradecer a Deus por estar a viva. “Há cinco anos quase morri em um acidente e hoje sou feliz por estar recuperada. Só posso agradecer a Deus e a todos que me ajudaram”, acrescenta Valéria.

continua após publicidade

Na época, a história da estudante comoveu outras crianças, que doaram cabelos para confeccionar uma peruca para a menina. Os cabelos infantis foram arrecadados pela Associação de Senhoras de Rotarianos de Jandaia do Sul e o acessório foi entregue Valéria na manhã de ontem, no Hospital da Providência de Apucarana, onde Valéria teve acompanhamento médico. “Ela tentou usar uma outra peruca, mas não deu certo. Queremos conseguir uma peruca nova para ela”, explica a mãe.

Oceia e Valéria dizem que quando a pandemia do coronavírus acabar pretendem vir para Apucarana para rever o cirurgião plástico Willian Cavazana, que fez o acompanhamento médico da garota, e outros profissionais da área da saúde. “Queremos ir para Apucarana ver todos que nos ajudaram quando passamos por este momento difícil. Graças a Deus estamos bem agora”, conta.