Vale do Ivaí

"Essa doença não é brincadeira, outras 170 mil pessoas sabem da minha dor", diz mãe que perdeu filha para Covid-19

Da Redação ·

Mesmo muito abalada, Terezinha Campiotto, mãe da jovem de 16 anos que morreu vítima da Covid-19 em Marilândia do Sul, no norte do Paraná, falou sobre a doença e o quanto devemos levar a sério o vírus.

continua após publicidade

Terezinha contou que além de Giovana, ela, o marido, o pai e o outro filho testaram positivo, que todos já tinham deixando o isolamento e que eram considerados curados, porém a filha passou muito mal, apresentou uma piora de repente e morreu. 

"Meu pai é um idoso, ele tem outros problemas de saúde, todos nós estávamos curados. Se tem alguém que pode falar com propriedade  sou eu, e falo que essa doença não é brincadeira e também não é uma 'gripinha'", ressalta Terezinha. 

continua após publicidade

A mãe da jovem ressaltou a importância de se preocupar com a doença, em manter os cuidados para para são se tornar mais uma vítima da Covid-19.  "Eu estou passando por essa  dor hoje mas antes de mim mais de 170 mil  passaram por isso, é uma dor infinita, imensurável, não é brincadeira", finaliza. 

Giovana Campiotto testou positivo para a doença no dia 23 de novembro. Ela não tinha outros problemas de saúde.  Amigos e familiares fizeram muitas homenagens para a jovem em redes sociais. Em um momento de oração virtual nas redes sociais da instituição de ensino onde estudava, o coordenador pedagógico do Colégio, professor Tiago Almeida, lamentou a morte de Giovana e foi difícil segurar as lágrimas. Assista:

"Essa doença não é brincadeira, outras 170 mil pessoas sabem da minha dor", diz mãe que perdeu filha para Covid-19 - Vídeo por: Reprodução  

continua após publicidade

Marilândia do Sul totaliza 159 casos da doença, 131 pessoas estão recuperadas e quatro morreram.