Em Recurso de Revista, Cruzmaltina tem as contas de 2013 regularizadas - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Economia

Em Recurso de Revista, Cruzmaltina tem as contas de 2013 regularizadas

Foto por
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Paraná julgou procedente Recurso de Revista interposto pela prefeita de Cruzmaltina, Luciana Lopes de Camargo (gestão 2017-2020), em face do Acordão de Parecer Prévio nº 395/17, da Segunda Câmara do TCE-PR. Além da emissão de novo parecer, pela regularidade com ressalvas das contas de 2013 desse município da Região Central paranaense, a decisão afastou a multa de R$ 1.450,98 aplicada ao então prefeito, José Maria dos Santos (gestão 2013-2016).

O motivo do julgamento pela desaprovação das contas de 2013 havia sido a ausência de aplicação do mínimo de 60% dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação na remuneração do magistério municipal. A situação fere o Artigo 21, da Lei nº 11.494/2007, que normatiza as atividades do Fundeb.

No recurso, a atual prefeita relatou que o índice de 57,59% era referente apenas à folha de pagamento dos profissionais do magistério e que, na época, não existia saldo suficiente para lançar todos os encargos previdenciários relativos aos profissionais. Luciana Camargo ainda informou que foi essa a razão da diferença de 2,41%, correspondente a R$ 15.396,22, que foram lançados em contas contábeis diversas.

A gestora ainda solicitou a aplicação do juízo de razoabilidade pelo Tribunal, uma vez que a quantia foi compensada pelo superávit do Fundeb ocorreu no mesmo exercício, no montante de R$ 33.459,58. E que, além disso, no exercício de 2014 houve aplicação de 70,18%, ou seja, um excesso de R$ 115.546,16.

O relator do processo, conselheiro Ivens Linhares, entendeu que as justificativas da prefeita, junto com os documentos apresentados, comprovaram a regular aplicação dos recursos. Pela falha não ter causado prejuízos à educação municipal, o Tribunal decidiu converter a irregularidade em ressalva e afastou a multa antes aplicada ao ex-prefeito.

Os demais membros da Corte acompanharam, por unanimidade, o voto do relator, na sessão virtual nº 6, finalizada em 16 de julho. Cabe recurso contra a nova decisão, contida no Acórdão de Parecer Prévio nº 255/20 - Tribunal Pleno, veiculado em 31 de julho, na edição nº 2.351 do Diário Eletrônico do TCE-PR (DETC).

Após o trânsito em julgado do processo, o Parecer Prévio do TCE-PR será encaminhado à Câmara Municipal de Cruzmaltina. A legislação determina que cabe aos vereadores o julgamento das contas do chefe do Poder Executivo municipal. Para desconsiderar o juízo técnico do Tribunal expressa no parecer, são necessários dois terços dos votos dos parlamentares.

Deixe seu comentário sobre: "Em Recurso de Revista, Cruzmaltina tem as contas de 2013 regularizadas"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.