Vale do Ivaí

Em menos de um mês, etanol fica até R$ 0,65 mais caro

A alta no preço corresponde a um aumento de até 13% no custo do litro do combustível que já não está mais vantajoso em relação a gasolina em Apucarana, Arapongas e Ivaiporã

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Em menos de um mês, etanol fica até R$ 0,65 mais caro
fonte: TNOnline

Em menos de um mês o preço do etanol ficou até R$ 0,65 mais caro nos três maiores municípios da região. A alta no preço corresponde a um aumento de até 13% no custo do litro do combustível que já não está mais vantajoso em relação a gasolina em Apucarana, Arapongas e Ivaiporã.  Para especialistas e trabalhadores do setor o aumento segue uma tendência de mercado e acompanha a alta no custo da gasolina que no mês passado teve reajuste de 18,8% pela Petrobras. 

continua após publicidade

Em Apucarana, onde o etanol ficou, em média, R$ 0,55 mais caro por litro, o gerente de posto de combustíveis Vilson Kozan, informa que entre a semana passada  e anteontem foram dois reajustes no custo do etanol e da gasolina, o que deixou o derivado da cana-de-açúcar R$ 0,60 mais caro e o de petróleo R$ 0,20. 

“Nas duas últimas altas a refinaria só repassou para a gente. Fomos carregar e vimos que o preço estava mais alto na nota fiscal. Fica difícil de o consumidor entender essas altas se as refinarias não divulgarem esses aumentos. Quando tem alta maior a Petrobras divulga, mas essas últimas não”, comenta. 

continua após publicidade

Proprietário de posto de combustíveis de Apucarana, Welington Kreb, não arrisca opinar sobre o que está causando a alta no preço do etanol. Mas confessa que está admirado com a escalada nos preços. “Subiu e não para de subir”, afirma. 

Com base no custo do etanol, o empresário afirma que está mais vantajoso abastecer com gasolina. “Os consumidores estão preferindo gasolina, porque ao dividir o preço do etanol peço preço da gasolina se der acima 70% é mais conveniente a gasolina”, afirma. Ontem, o combustível era vendido entre R$ 5,57 e R$ 5,69 em Apucarana.

ARAPONGAS

continua após publicidade

Em Arapongas onde o etanol está R$ 0,65 mais caro, o gerente de posto Marcos Hashimoto, explica que a safra da cana de açúcar está atrasada e o resultado disso é uma redução do produto nas usinas. E na lei da oferta e demanda, quando a procura é maior que a oferta os preços tendem a aumentar. 

“Normalmente nesta fase já estaríamos com uma oferta maior de etanol. Também houve a seca que prejudicou e a geada do ano passado, tudo isso impacta no preço final”, informa. 

Hashimoto lembra que o preço da gasolina também é impactado com a alta do etanol, uma vez que o combustível contém 27% de etanol anidro na sua composição. Contudo, o gerente acredita que até o início de maio os valores devem começar a cair. 

continua após publicidade

No município, o litro do etanol era vendido ontem entre R$ 5,59 e %$ 5,69

Ivaiporã 

continua após publicidade

Em Ivaiporã, a variação é de 8%, o litro do etanol era comercializado entre R$4,98  e R$ 5,39

Movimento do mercado influencia alta, diz economista

Economista Rogério Ribeiro, professor do campus de Apucarana da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) analisa que a alta segue uma tendência nacional influenciada por um movimento do mercado. “De forma geral o etanol para ser vantajoso tem que custar menos que 70% do preço da gasolina e quando esta relação cai muito abre-se uma margem para os produtores/usinas reajustarem os preços, aumentando a margem e garantindo competitividade”, analisa.

O economista analisou a evolução do preço do etanol por meio do indicador semanal do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (CEPEA-Esalq/USP) e concluiu que os preços variam e seguem tendência do custo da gasolina. “Quando a gasolina baixa de preço há o mesmo movimento nos preços do etanol, pois se o litro do etanol custar mais que 70% do preço da gasolina reduz a demanda. E quando preço da gasolina sobe surge uma margem para reajustes para cima nos preços do etanol”, conclui

Por, Cindy Santos