Vale do Ivaí

Aventureiros da 3ª idade: aposentados viajam pelo Brasil

Uma história de amor e aventura. Após mais de 40 anos, Lourdes que é de Marilândia do Sul e Lauro de Guaratuba, se reencontraram

Da Redação ·

Uma história de amor e aventura. Após mais de 40 anos, uma rede social uniu o casal Lourdes Gutierrez Lobo Alcântara, de 68 anos, funcionária pública aposentada, e Lauro José Lobo Alcântara, 73, lavrador aposentado. Eles estão casados há um ano e meio e juntos realizam um sonho: rodar pelo Brasil. 

continua após publicidade

Lourdes é de Marilândia do Sul, Lauro há 10 anos vivia em Guaratuba, após o reencontro e o casamento, o casal quis aproveitar o tempo e viver aquilo que não puderam na juventude. "Ele por muito tempo morou em Apucarana, depois que se aposentou foi para Guaratuba. Ele era amigo do meu falecido marido, e um dia o Facebook nos uniu. Depois que nos casamos, ficamos um tempo em Guaratuba e um pouco em Marilândia, um dia pegamos o barco e fomos pescar, daí eu falei pra ele que meu sonho mesmo era ter um Kombi casa, para viajar pelo mundo, daí ele me olhou e falou sério mesmo? Eu falei sim, ele me respondeu que também era o sonho dele. A partir daquele dia, começamos a pesquisar", conta.

A aposentada lembra que encontraram a Kombi perfeita para o casal, encomendaram os móveis e transformaram o veículo em uma 'casa'. "Levamos para um excelente marceneiro de Marilândia, ele fez os móveis pra gente, cada coisa bem pensada, com a nossa cara, e ficou incrível. A Kombi ficou pronta em novembro de 2021", disse.

continua após publicidade

De lá pra cá, o casal já realizou várias viagens pelo Paraná, por enquanto, o destino mais longo foi Santa Catarina, porém, os aposentados se organizam para viajar para o Rio Grande do Sul. "Nossa meta é conhecer todo o Brasil. Queremos ir para o Uruguai também, conhecer novas culturas. Estamos muito felizes com nossa escolha, enquanto Deus permitir, nosso quintal será o mundo", comenta a animada Lourdes. 

Os dois se dividem na condução do veículo, que ganhou o nome de 'KombMarrenta'. "Estamos apenas no começo do nosso projeto aventureiros da terceira idade, com isso, queremos também incentivar outras pessoas da nossa idade, que é possível viajar barato e com qualidade de vida. Escolhemos o nome de marrenta por que eu chamava ele assim, e ele também me chamava de marrenta, um brincando com o outro, então decidimos colocar esse nome. Encontramos também muitos 'kombeiros' na estrada. Na Kombi dá para colocar tudo que a gente precisa para viajar confortável, nós temos uma placa solar que gera nossa energia para geladeira e demais eletrodomésticos. Podemos parar em qualquer lugar que temos energia e água. Nós ainda estamos viajando pouco por causa da pandemia, mas assim que as coisas se acalmarem mais, pé na estrada", finaliza. 

Por, Sílvia Vilarinho