Vale do Ivaí

Aposentada transforma lazer em fonte de renda; veja

Na propriedade de dois alqueires, Vera produz milho, frutas, verduras, e há dois anos passou também a produção de ovos caipiras

Da Redação ·

Em Jardim Alegre a psicóloga Vera Lucia dos Santos que se aposentou há quatro anos conseguiu transformar uma pequena propriedade rural na localidade de Palmeirinha em uma ótima alternativa de renda.

continua após publicidade

Na propriedade de dois alqueires, Vera produz milho, frutas, verduras, e há dois anos passou também a produção de ovos caipiras, que atualmente é a principal atividade da chácara.

Vera conta que trabalhou nos últimos 26 anos na Prefeitura de Jardim Alegre, a princípio a propriedade seria apenas para os finais de semana, porém, as coisas foram acontecendo e há dois anos ela também decidiu mudar para a chácara, onde mora com a mãe e um casal que a auxilia nos afazeres.

continua após publicidade

“Eu sempre gostei do campo, embora tenha morado a vida inteira na cidade.  Dois anos antes de me aposentar foi quando eu comprei a chácara, que na época não tinha nada. Então, eu vinha nos finais de semanas, plantava árvores frutíferas, porque daria sombra, mas me daria frutas também. Na entrada, por exemplo, em vez de colocar palmeiras, plantei coqueiro anão porque embeleza e também dá o fruto e assim fomos fazendo gradativamente”, explica Vera.

Quando se aposentou ela então começou a passar mais tempo na propriedade. “É um lugar gostoso, muito bonito, mas eu precisa de alguma coisa para acrescentar a renda, foi então que passamos a produzir peixes”. 

Há dois anos ela dedicou o trabalho na produção de ovos caipiras. São 500 aves que produzem ovos  no sistema “cage-free” - sem gaiolas em galpão aberto, respeitando as necessidades e o instintos das galinhas.   

continua após publicidade

“Elas ficam no galpão para comer, beber, dormir e botar, fora isso, ficam soltas pastando, ciscando, comendo bichinhos. Também oferecemos para elas, alimentação alternativa, como couve, almeirão, ora-pro-nóbis e frutas daqui da chácara, como goiaba, mamão, o que estiver sobrando”, explica Vera

As galinhas também recebem ração balanceada composta da nutrição que poedeira precisam.   Por dia a produção é em torno de 470 ovos, que são comercializados no comercio de Jardim Alegre, junto aos vizinhos e também  em um pegue e pague montado na estrada em frente a chácara, onde os ovos ficam expostos, e as pessoas podem se auto atender, deixando dinheiro em uma caixa.  

“Na verdade copiei essa ideia de outros lugares que já tem isso, ali em Rosário do Ivaí, o pegue e pague é de uvas. Desde janeiro estamos com o pegue e pague, vende bem as pessoas gostam de comprar”, disse.

continua após publicidade

Apesar do pesque e pague não ter ninguém cuidando, ela diz que nunca teve prejuízo. “Tem mais pessoas honestas que desonestas, graças a Deus.  O pessoal daqui é muito gente boa também”, completa Vera.

 Assista a entrevista: 

 

 
Tags relacionadas: #Jardim Alegre