Mais lidas

    Vale do Ivaí

    AGRICULTURA

    Após chuva, produtores apressam plantio de trigo na região

    Foram praticamente 50 dias de estiagem nos 15 municípios da regional

    Foram praticamente 50 dias de estiagem nos 15 municípios da regional
    Foto por TN Online
    Foram praticamente 50 dias de estiagem nos 15 municípios da regional
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 15.05.2021, 08:54:15 Editado em 15.05.2021, 08:54:06
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Após as chuvas desta semana, que elevaram os níveis de água no solo, o plantio do trigo avançou na região do Núcleo Regional de Ivaiporã da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). Em apenas dois dias, quase 50% da área prevista foi semeada.

    Foram praticamente 50 dias de estiagem nos 15 municípios da regional. Conforme, Sergio Carlos Empinotti, engenheiro agrônomo do Departamento de Economia Rural (Deral) pelo menos 15% da área havia sido plantada em solo seco. “Agora voltando a umidade, o pessoal está tentado concluir o plantio”. 

    A estimativa do Deral é que o trigo seja semeado em 70 mil hectares, 9 mil hectares a menos que no ano passado.Conforme o Deral, área do milho safrinha na regional, que já teve o plantio concluído, nesta temporada alcançou área de 87 mil hectares. Em 2020, a área semeada com o grão foi 50,1 mil hectares, ou seja, aumento de 42,4%. A previsão inicial do Deral era de aumento de 20% na área de trigo. Na regional a média histórica de produtividade gira  em torno de 170 sacas por alqueire. 

    As lavouras de milho segunda safra da região, que também vinham sendo castigadas pela seca, também deve reagir com a chuva, mas a média de produção prevista no início do plantio de 260 sacas deve cair. “Caso essa estiagem de 50 dias se prolongasse teríamos uma quebra da metade da safra. Como vai haver uma reação e melhoria em muitas áreas que estavam em fase de floração a estimativa média deve ficar abaixo de 180 sacas”, analisa Empinotti.

    Segundo o agrônomo, cerca de 15% da área plantada com milho não terá uma boa recuperação. “É um milho que não vai nem cobrir o custo de produção. Mesmo assim, teremos lavouras que terão o teto máximo. Porque pegaram chuvas boas, tiveram estado de desenvolvimento ainda bom, e não tinham ainda iniciado a floração, essas vão produzir dentro da estimativa prevista em torno 260 sacas”, disse Empinotti. 

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Vale do Ivaí

    Deixe seu comentário sobre: "Após chuva, produtores apressam plantio de trigo na região"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.