Vale do Ivaí

Aluno de Novo Itacolomi é aprovado em medicina na UFPR

'Cada pessoa tem seu ritmo e tempo para conseguir alcançar a aprovação', diz André Luiz, de 18 anos

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Aluno de Novo Itacolomi é aprovado em medicina na UFPR
fonte: Arquivo pessoal

Passar no vestibular de Medicina é um objetivo que exige dedicação intensa de muitos estudantes e foi um sonho que se realizou cedo para André Luiz da Silva Moreno Castilho, de Novo Itacolomi. Aos 18 anos, o aluno de escola pública foi aprovado no concorrido curso da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, após alcançar 786,6 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

continua após publicidade

"Quando vi o resultado fiquei muito feliz. Senti que tinha valido a pena estudar para o Enem de um modo geral. Foi muito gratificante. A aprovação reforça e valida a caminhada de qualquer estudante. Chegar até ela, porém, é uma jornada ímpar e diferente para cada um. Cada pessoa tem seu ritmo e tempo para conseguir alcançar a aprovação", comenta.

A escolha pelo curso aconteceu quando André estava no final do 3º ano do ensino médio no Colégio Estadual Tomé de Souza, em 2020. "Eu cheguei a conclusão de que queria fazer medicina e que tinha condições de conseguir uma vaga. Então, usei boa parte de 2021 para me preparar para o Enem. meu foco era conseguir a  vaga para este curso, por isso nem cogitei tentar a aprovação em outros vestibulares", explica.

continua após publicidade

PREPARAÇÃO 

André conta como foi sua jornada e preparação para as provas do Enem, que podem ser vistas como dicas para estudantes que vão fazer o exame em 2022. Veja:

LINGUAGENS E CIÊNCIAS HUMANAS 

continua após publicidade

Sobre a preparação para o Enem, que é um exame complexo e que envolve cinco provas específicas, o estudante disse que estudou para cada área de forma segmentada. "Para as provas de linguagens e ciências humanas resolvi questões antigas. Durante a reta final do exame fiz muitas provas antigas para compreender os conteúdos que mais caíam e também para saber lidar com o tempo de prova. As provas destas matérias são famosas por terem textos longos e cansativos", ressalta.

REDAÇÃO

Com relação à prova de redação, o jovem conta que foi guiado através de um curso online que comprou pela internet. "Senti a necessidade, pois minha nota de redação no Enem 2020 havia sido bem baixa (600 pontos) e sabia que precisaria melhorar e alcançar os 900 pontos ou mais nessa prova se quisesse ser aprovado em medicina. O curso serviu para me guiar e conquistei 960 pontos na redação de 2021. O sentimento é o de ter entendido e dominado uma prova que eu sempre senti dificuldade elevada para realizar", complementa. 

continua após publicidade

MATEMÁTICA

Durante os estudos para a prova de matemática, André voltou para revisar conteúdos vistos durante o ensino médio, usando livros e assistindo vídeo-aulas de conteúdos que não dominava tão bem. "Eu gostava de estudar matemática e por isso, tinha uma boa base nessa matéria. O meu objetivo era melhorar essa base e conseguir resolver o máximo possível de questões fáceis e médias da prova. O Enem usa uma teoria chamada TRI, responsável por dar maior valor às questões fáceis e médias da prova. Com isso em mente, eu tentei ser o mais coerente possível, resolvendo as questões mais fáceis da prova primeiro e partindo para as mais difíceis no final", esclarece. 

continua após publicidade

CIÊNCIAS DA NATUREZA

O estudante considera a preparação para a prova de ciências da natureza a mais complexa de todas. "Essa prova mistura conhecimentos de biologia, química e física. E eu não tinha um bom entendimento em nenhuma dessas matérias. Então, comecei a buscar quais tópicos eram os mais recorrentes nas provas passadas. Fiz uma checagem longa e anotei cada um deles, eu parti para estudar esses tópicos por livros que eu tinha em casa, quando eu não entendia, buscava vídeo-aulas também", explica.

André ainda diz que alguns conteúdos não chegou a estudar. "Uma exemplo foi o tópico de eletrodinâmica na física, ou química orgânica. Nos últimos 2 meses para o Enem eu comecei a resolver todas as provas de ciências da natureza, desde o Enem 2009 até o 2020. Gastei um bom tempo", conclui. 

Matéria escrita por Fernanda Neme.