Vale do Ivaí

Advogado do homem preso por arrastar cachorro fala do caso

O advogado falou sobre motivos que levaram o homem a cometer tais fatos

Da Redação ·
Cão está sob os cuidados de um morador de Ivaiporã
fonte: Reprodução
Cão está sob os cuidados de um morador de Ivaiporã

Nesta terça-feira (12), o advogado Paulo César Bueno Júnior confirmou que pediu à justiça a liberdade provisória de Leandro Antônio Goes, que no domingo (10) acabou sendo preso por maus tratos a animais, depois de arrastar e agredir um cachorro na Rua Juarez Cleve, em Ivaiporã.

continua após publicidade

Segundo Junior, existem fatos que não foram apurados e trazidos aos autos durante a prisão, ou seja, não foi trazido até então os motivos que levaram Leandro a cometer tais fatos. “Na verdade ele agiu em legitima defesa de terceiros”, disse o advogado.

Segundo o advogado, por ser domingo Leandro estava na residência e havia tomado algumas cervejas. “Foi quando ouviu gritos de crianças,  olha cachorro, cuidado, cachorro. E   ao notar  que o cachorro havia fugido,   pegou a coleira e saiu correndo em direção à rua”.  

continua após publicidade

Ainda segundo Junior, quando ele avistou seu cachorro indo em direção a uma criança que brincava na rua;  deu um grito de comando para seu cachorro parar e deitar. “Ele então colocou a coleira e ainda assim o cachorro queria ir em direção das crianças. Ele tentou pegar seu cachorro no colo, porém não conseguiu por ser muito pesado e se batia".  

Junior diz  que Leandro  se arrepende por ter arrastado pela rua e de ter agredido  o animal, que tal fato só ocorreu porque estava embriagado e se estressou ao ver seu cachorro indo em direção das crianças. “Por isso, ele pediu desculpa a todos e afirma ter agido em legítima defesa de outrem, pois se ele não chegasse a tempo o cachorro poderia ter machucado alguém e talvez estaria preso por outro motivo pior”