Mais lidas

    Vale do Ivaí

    JÚRI

    Acusado matar mulher em Godoy Moreira é julgado

    O julgamento ocorre nesta segunda-feira (09) no fórum de São João do Ivaí.

    Acusado matar mulher em Godoy Moreira é julgado
    Foto por Reprodução
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 09.08.2021, 16:36:39 Editado em 09.08.2021, 16:36:55
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O ex-servidor público da prefeitura de Godoy Moreira, José Marcílio, está sendo julgado nesta segunda-feira (09), no fórum de São João do Ivaí pela prática de homicídio. O crime ocorreu em novembro de 2017. O Júri começou por volta das 09 horas da manhã, presidido pela juíza Andréia de Oliveira Lima Zinath.

    De acordo com a acusação, o réu teria assassinado a jovem Valquíria da Rosa Silva, de 27 anos, com um tiro na cabeça.

    Valquíria foi encontrada morta a cerca de 300 metros da rodovia PR 650, que dá acesso a São João do Ivaí. A vítima trabalhava em um abatedouro de aves, na região de Mandaguari, e chegou de volta a cidade, às 03:10 da madrugada, do dia 1º de novembro. Amigos de trabalho disseram que ela desceu do coletivo e seguiu em direção a casa, como fazia todos os dias, mas não chegou a residência. Na manhã seguinte, a moça foi encontrada morta com um tiro na cabeça.

    "O fato dela não chegar em casa e ninguém ter ouvido gritos, nos fez acreditar que quem a levou foi uma pessoa conhecida de Valquíria. Ao ouvir as testemunhas, algo ficou evidente, ou seja, que ela tinha um suposto caso extraconjugal, que era um fato sabido por muitos. Esse homem foi intimado a prestar depoimento e apresentou diversas divergências, detalhe que, somado aos demais fatos apurados, o transformaram em suspeito", informou a Delegada Karen Friedrich Nascimento, na época.

    Os indícios levaram o poder judiciário a decretar a prisão temporária de Marcílio. "Fomos até Godoy Moreira cumprir a prisão temporária decretada pela Justiça, mas logo constatamos que o acusado não estava na residência. Como não havia ninguém, um parente abriu a porta para que pudéssemos proceder buscas autorizadas pela justiça e com o objetivo de localizar objetos pessoais da vítima e a arma usada no crime. Foi apreendido um veículo, usado para confrontar com imagens gravadas por sistemas de segurança naquela noite", afirmou a delegada.

    Com informações Blog do Berimbau.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Vale do Ivaí

    Deixe seu comentário sobre: "Acusado matar mulher em Godoy Moreira é julgado"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.