Vale do Ivaí

17 pacientes da 22ª RS de Ivaiporã aguardam vaga por leitos

Medidas referentes à pandemia não podem ser negligenciadas devido à alta taxa de ocupação de leitos

Da Redação ·
Hospital Regional de Ivaiporã
fonte: Assessoria PMI
Hospital Regional de Ivaiporã

A diretora do Departamento Municipal de Saúde da Prefeitura de Ivaiporã, Cristiane Pantaleão, volta a informar à população que as medidas referentes à pandemia não podem ser negligenciadas devido à alta taxa de ocupação de leitos de enfermaria e UTI no município e na região.

continua após publicidade

Às 08h00 desta terça-feira, dia 8 de junho, apenas a 22ª Regional de Saúde de Ivaiporã tinha 12 pacientes na fila por leito de UTI e 5 por leito de enfermaria. Nas Regionais de Saúde de Apucarana (7 para UTI), Londrina (57 para UTI e 13 enfermaria), Cornélio Procópio (12 para UTI e 4 enfermaria) e Jacarezinho (13 para UTI e 13 enfermaria) totalizando 136 pacientes na lista de espera. São 101 para UTI e 35 para enfermaria.

Na semana passada, um paciente positivado de Ivaiporã, 34 anos, que estava internado na enfermaria do Hospital Regional, precisou de leito de UTI. Mas esperou na fila da Central de Regulação de Leitos, que é coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde, e foi transferido para o Honpar – Hospital Norte do Paraná, em Arapongas, onde havia vaga mais próxima de Ivaiporã.

continua após publicidade

“A Secretaria de Estado da Saúde regula os leitos de UTI Covid-19 conforme a gravidade do paciente. Quando não há vaga em UTI, em Ivaiporã, o paciente pode ser transferido para outra região”, explicou Cristiane Pantaleão, que lamentou a quantidade de situações que resultaram em fiscalizações no final de semana por falta de respeito aos decretos de Ivaiporã e do Estado.