TribunaPlay

Colégio Glorinha promove ação humanitária pela Ucrânia

Da Redação · O Colégio Glorinha de Apucarana, dirigido pela Irmã Eliceia Harmatiuk, está realizando ações em prol do povo ucraniano que sofre com a guerra promovida pela Rússia. A religiosa explica que a Congregação das Irmãs Servas, da qual faz parte, tem origem na Ucrânia, por isso, a comunidade escolar está se mobilizando em orações e na arrecadação de donativos. "Nesta quinta-feira, dia 10, nossos alunos, professores e colaboradores estarão juntos, ao longo de todo o dia, pedindo a Deus para que abençoe, interceda e envie os seus anjos para proteger o povo ucraniano. A nossa congregação de irmãs nasceu na Ucrânia, então nós temos esse dever, de ajudar em orações", disse a religiosa. Ainda de acordo com Irmã Eliceia, as religiosas da congregação que ainda estão na Ucrânia estão ajudando o povo refugiado. "Nossa Madre Provincial Irmã Dionísia está recebendo notícias da nossa congregação na Ucrânia e nos mantém informadas. Sabemos que elas estão em segurança e recebendo diversas famílias refugiadas", contou.

 O Colégio Glorinha de Apucarana, dirigido pela Irmã Eliceia Harmatiuk, está realizando ações em prol do povo ucraniano que sofre com a guerra promovida pela Rússia. A religiosa explica que a Congregação das Irmãs Servas, da qual faz parte, tem origem na Ucrânia, por isso, a comunidade escolar está se mobilizando em orações e na arrecadação de donativos. "Nesta quinta-feira, dia 10, nossos alunos, professores e colaboradores estarão juntos, ao longo de todo o dia, pedindo a Deus para que abençoe, interceda e envie os seus anjos para proteger o povo ucraniano. A nossa congregação de irmãs nasceu na Ucrânia, então nós temos esse dever, de ajudar em orações", disse a religiosa. Ainda de acordo com Irmã Eliceia, as religiosas da congregação que ainda estão na Ucrânia estão ajudando o povo refugiado. "Nossa Madre Provincial Irmã Dionísia está recebendo notícias da nossa congregação na Ucrânia e nos mantém informadas. Sabemos que elas estão em segurança e recebendo diversas famílias refugiadas", contou. - Vídeo por: tnonline  

continua após publicidade