TribunaPlay

Avó que matou homem em Apucarana fala sobre crime; veja

Da Redação · A mulher, de 64 anos, que matou um homem neste domingo (24), em Apucarana, no norte do Paraná, repassou detalhes de como tudo aconteceu. Durante entrevista para o site TNOnline, ela disse que Eduardo Cezar Barbosa Fernandes tentou violentar a neta dela, de 13 anos, nesta madrugada. "Ela gritou por socorro e ele só não conseguiu violentar ela, pois minha neta é esperta luta karatê, sabe se defender, ele arrombou a porta da nossa casa e foi para o quarta dela, como ela se defendeu ele saiu correndo. Eu deixava ele tomar banho, usar nosso banheiro, não imaginava que ele iria fazer isso. Como ele fugiu, desde cedo estava a procura dele, encontrei ele no Marcos Freire, trouxe ele de volta pra minha casa, e aqui, dei umas pauladas nele, ele caiu, então acabei de matar", disse a avó da menina. O marido dela e uma outra mulher também foram levados para a delegacia. A polícia acredita que ela não cometeu o crime sozinha. A avó disse que mesmo sendo presa, não se arrepende do crime. "Não me arrependo, meus netos, minha neta, são preciosos. Matei ele mesmo, meu marido não fez nada, mas eu sei. Pelo menos agora ele não vai mais furtar, roubar e nem estuprar mais ninguém", comenta a mulher. Veja a entrevista:

 A mulher, de 64 anos, que matou um homem neste domingo (24), em Apucarana, no norte do Paraná, repassou detalhes de como tudo aconteceu. Durante entrevista para o site TNOnline, ela disse que Eduardo Cezar Barbosa Fernandes tentou violentar a neta dela, de 13 anos, nesta madrugada. "Ela gritou por socorro e ele só não conseguiu violentar ela, pois minha neta é esperta luta karatê, sabe se defender, ele arrombou a porta da nossa casa e foi para o quarta dela, como ela se defendeu ele saiu correndo. Eu deixava ele tomar banho, usar nosso banheiro, não imaginava que ele iria fazer isso. Como ele fugiu, desde cedo estava a procura dele, encontrei ele no Marcos Freire, trouxe ele de volta pra minha casa, e aqui, dei umas pauladas nele, ele caiu, então acabei de matar", disse a avó da menina. O marido dela e uma outra mulher também foram levados para a delegacia. A polícia acredita que ela não cometeu o crime sozinha. A avó disse que mesmo sendo presa, não se arrepende do crime. "Não me arrependo, meus netos, minha neta, são preciosos. Matei ele mesmo, meu marido não fez nada, mas eu sei. Pelo menos agora ele não vai mais furtar, roubar e nem estuprar mais ninguém", comenta a mulher. Veja a entrevista: - Vídeo por: tnonline  

continua após publicidade