Revista UAU!

Ysabella Bruno, da cracolândia para o mundo

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Ysabella Bruno, da cracolândia para o mundo
fonte: Reprodução
Ysabella Bruno, da cracolândia para o mundo

Nascida e criada na Cracolândia, sim, aquela mesma que passa na televisão. Teve uma infância muito pobre e sofrida. Filha única de mãe solteira, nunca conheceu o pai biológico, sendo criada pela mãe que vendia balas e canetas em faróis das ruas do centro de São Paulo.

continua após publicidade

Dormia em uma pensão que custava cinco reais. “Minha mãe deixava muitas vezes de dormir para me vigiar, pois no quarto só tinha uma cama de solteiro e ela tinha medo que algo acontecesse comigo.” Todos os dias acompanhava a mãe na luta para conseguir o sustento e, mesmo na dificuldade, sua mãe nunca deixou que parasse de estudar.

Elas recebiam todo tipo de ajuda de diversas pessoas desconhecidas e conhecidas, moradores da Cracolândia e das redondezas, a maioria da comunidade LGBT e traficantes. “Nunca vou esquecer essas pessoas, são minha família. Amo todos de paixão e tenho orgulho das minhas origens”.

continua após publicidade

Viveu em situação carente até os onze anos de idade. Foi então que mudou com a mãe para Cotia, cidade da grande São Paulo. Sua mãe reencontrou uma amiga de longos anos que ofereceu uma casa do interior como moradia gratuita. O imóvel estava sem água e sem luz, mas diante da situação, era uma grande oportunidade. Com a ajuda dos vizinhos foram conseguindo contornar as dificuldades e adversidades da vida.

Foram anos de luta. Ela conseguiu se formar no ensino fundamental e em seguida concluiu o ensino médio. Começou trabalhar desde cedo nas ruas, aos quatorze anos ingressava em seu primeiro trabalho de estagiária. As coisas começaram a melhorar quando sua mãe conseguiu um emprego de faxineira na prefeitura da cidade. “Finalmente a dificuldade e a fome foram embora da nossa vida a partir daquele instante”.

Hoje, ela e sua mãe vivem em boas condições. Não lhes faltam o que comer e nem lugar para dormir. Visitam sua família de rua pelo menos duas vezes ao ano. Fazem caridade e ajudam quem mais precisa.

continua após publicidade

Ysabella trabalha com recursos humanos e vendas. Com o emprego estabilizado consegue propiciar uma vida mais confortável para sua mãe que hoje, aos sessenta e cinco anos, pode repousar e aproveitar a vida que nunca teve oportunidade de viver.

Além de digital influencer é modelo, casada e mamãe do Miguel Felipe, de seis anos. Certamente sua história impressiona muitos por onde passa sem nunca ter vergonha de revelar suas origens. Com projetos para o próximo ano, Ysabella já começou a escrever um livro da biografia de sua mãe e posteriormente vai escrever uma autobiografia dela também, possivelmente com lançamento do primeiro livro em 2022.

“Pretendo inspirar outras pessoas a acreditar na vida e não desistir dos sonhos, em momento algum, por mais difícil que seja. Ainda não cheguei aonde quero, mas hoje posso dizer que zerei a vida. Gratidão a todos que ajudaram chegar até aqui. Espero que nossa história alcance o máximo de pessoas possíveis no mundo. Para que elas mantenham sempre viva à esperança. Venci a dificuldade, venci a fome”, ressalta ela.

continua após publicidade

O nome dela? Ysabella Bruno. Quer acompanhar mais sobre a rotina e o dia a dia dela? Sigam suas redes sociais:

Instagran @YsabellaBruno

Tiktok: www.tiktok.com/@ysabellabrunoo

Para contato de parcerias, coquetéis, divulgação virtual, palestras e presenças vip: Ysabelabrunoofc@gmail.com

 

Ysabella Bruno, da cracolândia para o mundo fonte: Reprodução