Revista UAU!

Xuxa critica regalias de DJ Ivis na prisão e OAB responde

Ao comentar o caso, a apresentadora questionou o motivo do DJ receber regalias na prisão. "Se ele tiver regalias nunca vai parar com agressões contra mulheres”, escreveu.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Xuxa critica regalias de DJ Ivis na prisão e OAB responde
fonte: Reprodução/ Instagram
Xuxa critica regalias de DJ Ivis na prisão e OAB responde

A apresentadora Xuxa Meneghel, de 58 anos, chamou a atenção da Ordem dos Advogados do Brasil (AOB), após questionar o motivo do Dj Ivis receber regalias na prisão. Bastante indignada em seu instagram, a loira questionou os advogados se eles não tinham filhas e irmãs. “Eu gostaria de saber se existe justificativa pra tanta covardia? Então por que não deixam ele preso e sem regalias?”, escreveu. 

continua após publicidade

“Tem muita gente que não fez nada ou muito pouco e tá apodrecendo na cadeia (descobri isso ao pesquisar sobre minha fala errada sobre prisioneiros) então porque ele tem que ter regalias? Advogados? E cuidados? Se ele tiver regalias nunca vão parar com agressões com mulheres”, questionou Xuxa, na semana passada.

Em resposta, a OAB-CE repudiou a manifestação da apresentadora e exigiu respeito ao exercício da advocacia. A ordem também ressaltou o acesso à defesa é um direito constitucional, garantido a todo cidadão.

continua após publicidade

“É fundamental que a gente esclareça que ter advogado não é uma regalia. É um direito fundamental estabelecido na Constituição Federal. Todo e qualquer cidadão tem direito a um advogado no momento da sua defesa”, afirmou Erinaldo Dantas, presidente da OAB-CE.

“O advogado não responde por qualquer acusação de seu cliente. Ele está lá para defender o Estado Democrático de Direito. É necessário que a gente respeite a advocacia”, conclui o comunicado, ao qual o UOL teve acesso.

Confira o post feito pela apresentadora na íntegra:

continua após publicidade
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Xuxa Meneghel (@xuxameneghel)

Com informações: Metrópoles

Tags relacionadas: #AGRESSÃO #OAB #Xuxa