Revista UAU!

Nego do Borel é indiciado novamente por agressão doméstica

As acusações foram feitas pela ex-namorada do cantor, a assessora de imprensa, Swellen Sauer.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Nego do Borel é indiciado novamente por agressão doméstica
fonte: Reprodução/ Instagram
Nego do Borel é indiciado novamente por agressão doméstica

O funkeiro Nego do Borel foi indiciado pela Delegada Giselle do Espíto Santo, responsável pela Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá (RJ), pelo crime de lesão corporal no âmbito da violência doméstica contra sua ex-namorada, a assessora de imprensa Swellen Sauer. Está é a segunda vez que o cantor é acusado de agredir suas ex-companheiras. No inicio do ano, a atriz e influencer,  Duda Reis, ex-mulher do cantor, tornou público os abusos que sofria do funkeiro. 

continua após publicidade

 As investigações, concluídas nesta terça-feira, dia 20, mostraram que a jovem sofreu diversas violências do artista, que teria apresentado com ela o mesmo comportamento que teve com outra companheira, a atriz Maria Eduarda Reis Barreiro, a Duda Reis.

De acordo com a delegada, o inquérito foi instaurado justamente para apurar os fatos divulgados por Duda Reis em suas redes sociais, em janeiro desse ano. Na ocasião, a moça narrou episódios de abuso e de agressões e acusou o rapaz de estupro de vulnerável, ameaça, injúria, lesão corporal, além de alegar que contraiu HPV (infecção transmitida através do ato sexual), em decorrência de relações extra-conjugais mantidas por Nego durante o período em que estavam juntos. Ela registrou uma ocorrência contra ele na Delegacia da Mulher de São Paulo pelos crimes.

continua após publicidade

Dias depois, Swellen Sauer também usou as redes sociais para contar ter sido vítima de episódios de violência provocados por Nego do Borel. A assessora relatou um soco dado por ele em sua costela numa boate e ainda uma tentativa de enforcamento com um carregador de celular, à época em que namoravam. Além das vítimas, testemunhas dos casos também foram ouvidas na DEAM.

"Passei por situações constrangedoras! Uma vez ele deu um soco na minha costela dentro de uma boate na Barra da Tijuca, onde eu tinha ido para uma gravação do clipe do Mc Tikão, que eu também assessorava. Me sentia dependente daquela relação por muitos motivos. Eu amava a família dele, meus pais moravam em outra cidade e eu me sentia acolhida no lar dele. Subia o morro feliz! Passei por tudo o que todas passaram, mas sem o glamour que elas usufruíram. Desde o dia em que aceitei namorar com ele, no dia da morte do MC Daleste, eu já sabia como seria o final”, disse ela em um vídeo publicado no Instagram.

Também em seu perfil, o cantor negou as acusações das ex-companheiras e repudiou qualquer violência de homens contra mulheres. Ele disse “abominar” relacionamentos abusivos e contou que, em qualquer discussão que tinha com Duda, preferia “sair de perto para 'amenizar a situação'”, lamentando imensamente o rumo que o fim do namoro tomou, abalando sua vida pessoal e profissional, “eis que o homem retratado por Maria Eduarda nas redes sociais absolutamente” não é ele.

continua após publicidade

Nego do Borel chegou a registrar uma ocorrência contra Duda Reis, na qual diz estar sendo vítima de acusações mentirosas por parte da atriz, com quem terminou o relacionamento na última semana. Ela não aceitaria o fim do namoro e estaria “criando toda a movimentação social como forma de vingança”. Na delegacia, a afirmação feita por Duda de que ele a monitorava dentro de casa, gravando suas ligações telefônicas e manipulando vídeos em que ela era obrigada a dizer “coisas que seriam mentiras”.

Com informações: Extra