Revista UAU!

Música de Gusttavo Lima gera incômodo à paranaense

Nova música do cantor expõe telefone da Supervisora de Compras de Curitiba, que passa a receber 300 a 400 ligações diárias

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Música de Gusttavo Lima gera incômodo à paranaense
fonte: Instagram

Nova música de Gusttavo Lima, "Bloqueado", vazou o telefone da supervisora de compras da cidade de Curitiba, Estado do Paraná. O que era para ser apenas mais um sucesso para o artista, tornou-se também uma complicação para a mulher de 61 anos que, inicialmente, achou que as mensagens e ligações fossem uma brincadeira dos amigos do filho que, coincidentemente, também se chama Gustavo.

continua após publicidade

Maria Aparecida Domingos, após ter o número de telefone vazado, convive com 300 a 400 ligações por dia, além de mensagens de texto e áudios por aplicativo de mensagem. “Mandam a música, querem saber quem eu sou, por que eu bloqueei o Gusttavo Lima, o que eu acho do meu número estar estampado. Tem uns fãs muito queridos, que só têm curiosidade, e outros que são bem difíceis de lidar. Falam palavrões, palavras que não têm nada a ver com a minha índole, da forma da gente viver. Não dá nem pra repetir o que eles falam. São ofensas", contou à reportagem do G1.

Porém, o que a Supervisora considerou apenas como uma inconveniência em um primeiro momento, começou atrapalhar também a sua vida profissional, uma vez que, atuando em uma loja de departamentos da capital paraense, utiliza o número de telefone como canal de contato com os fornecedores. "Pelo número de ligações que eu recebo no celular, eu não consigo retornar mais naquele número. Eu estou com bastante dificuldade mesmo. [...] Como eu trabalho bastante na loja, não posso ficar olhando, e o telefone fica o tempo todo tocando. E é um telefone que eu uso para o meu trabalho. Estou nos grupos da empresa, eu preciso dele, já tenho há muito esse número“, lamentou.

continua após publicidade

Com toda a repercussão em sua vida pessoal e profissional, Maria Aparecida procurou a equipe do cantor, mas não conseguiu retorno. A equipe de Gusttavo Lima, no entanto, afirma que o cantor "é apenas o interprete da música" e que a criação da obra, incluso a escolha de um "número aleatório", é de responsabilidade dos compositores.

Apesar do posicionamento, a curitibana pensa ser necessário o cantor sertanejo se responsabilize pela divulgação do número, mesmo sem DDD especificado. "Que venha uma resposta do Gusttavo Lima para mim e todos os envolvidos, porque acredito que não seja só eu que estou sendo lesada, são várias pessoas, então eu acredito que ele possa me ajudar, de alguma forma", ressaltou ao G1.

Fonte: G1 - Paraná.