Revista UAU!

MP investiga show de R$ 380 mil de Simone e Simaria no RS

O cachê da dupla é maior que o valor previsto para ser investido em educação infantil, que soma cerca de R$ 352 mil

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia MP investiga show de R$ 380 mil de Simone e Simaria no RS
fonte: Reprodução/Instagram

O Ministério Público do Rio Grande do Sul vai investigar a contratação de um show da dupla Simone e Simaria na 15ª Festa da Gila e 8ª Festa do Queijo Artesanal Serrano, no município de Bom Jesus. O valor do cachê é de R$ 380 mil. Ao todo, o evento deve custar cerca de R$ 1,1 milhão.

continua após publicidade

O órgão informou que vai instaurar procedimento para apurar se houve irregularidade na contratação do show, mas que, até o momento, não há indícios que apontem para isso.

A apresentação da dupla está prevista para o dia 15 de julho e só o cachê das artistas é maior que o valor previsto para ser investido pela prefeitura em educação infantil, que soma cerca de R$ 352 mil em junho deste ano. Para o ensino fundamental, o montante é um pouco maior, R$ 409 mil.

continua após publicidade

De acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município possui 11,5 mil habitantes. Além de Simone e Simaria, outros artistas locais vão se apresentar no evento, com cachês que variam de R$ 13 mil a R$ 55 mil.

Em nota, a prefeitura disse que os shows não serão custeados pelo orçamento municipal, e a expectativa é que o valor arrecadado com a venda de ingressos cubra o pagamento das despesas.

“Cabe salientar que a Festa da Gila e do Queijo Serrano de Bom Jesus já está em sua 15ª edição, e conta com a presença de todos os públicos, sendo que haverá cobrança de ingressos para os principais shows, como é o caso da dupla Simone e Simaria”, informou.

continua após publicidade

“Também é necessário salientar que a aplicação dos recursos nas áreas da saúde e da educação está sendo rigorosamente cumprida, inclusive com valores além do mínimo constitucional. O Município possui e investe no Hospital local, administrado pela Fundação da Universidade de Caxias do Sul, e tem executado inúmeras obras, como reformas das Unidades Básicas de Saúde dos bairros, inclusive o asfaltamento da avenida central. Há, portanto, equilíbrio e responsabilidade nos atos praticados para a realização do referido evento.”

A reportagem do Metrópoles acionou a assessoria de imprensa da dupla, que não respondeu até a publicação desta reportagem.


Fonte: Informações do Metrópoles.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News