Revista UAU!

Lollapalooza vai exigir máscaras e comprovante de vacinação

A utilização da máscara será obrigatória dentro do autódromo, sendo a retirada permitida apenas para consumo alimentício

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Lollapalooza vai exigir máscaras e comprovante de vacinação
fonte: Reprodução/Instagram

Nesta quinta-feira (17), a organização do festival Lollapalooza 2022 divulgou que irá exigir, para a entrada no Autódromo de Interlagos, o uso de máscara e o comprovante de vacinação contra a Covid-19, com, pelo menos, duas doses da imunização.

continua após publicidade

Frisam ainda que a utilização da máscara será obrigatória dentro do autódromo, sendo que a retirada só será permitida para que ocorra o consumo de alimentos e bebidas.

O festival de música acontecerá nos dias 25, 26 e 27 de março de 2022, no Autódromo de Interlagos, em são Paulo. As principais atrações serão Foo Fighters, Strokes, Miley Cyrus, A$AP Rocky, Martin Garrix, Pabllo Vittar e Emicida.

continua após publicidade

O Lollapalooza acontece no país desde o ano de 2012, sempre nos meses de março ou abril. Porém, devido a pandemia de Covid-19, a edição marcada para o ano de 2020 foi adiada três vezes. Aqueles que compraram o ingresso para a nona edição, poderão utilizá-los, pois continuam válidos.

Leia o comunicado sobre as medidas sanitárias:

"A segurança dos fãs, dos artistas e do staff é a principal prioridade do Lollapalooza Brasil, por isso o festival tem uma equipe 100% dedicada em estabelecer os cuidados e em colocar em prática os protocolos necessários. Já é sabido que para acessar o Lollapalooza Brasil, o público precisará apresentar o comprovante de vacinação (físico ou virtual) com, no mínimo, duas doses da vacina contra a Covid-19. Também será obrigatório o uso de máscara dentro do Autódromo de Interlagos, sendo que a retirada só será permitida para o consumo de alimentos e de bebidas. Vale lembrar que o Lollapalooza Brasil está em contato constante com os órgãos oficiais de saúde e de segurança pública e seguirá as recomendações vigentes no momento de sua realização."

Fonte: g1.