Revista UAU!

Justiça de SP condena SBT por piada racista no Programa Silvio Santos

O SBT deve pagar uma indenização de R$ 5 mil a uma jovem que foi alvo de uma piada racista

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
A piada foi feita por Alexandre Porpetone, que interpreta o personagem Cabrito Tevez
fonte: Arquivo pessoal/Alexandre Porpetone
A piada foi feita por Alexandre Porpetone, que interpreta o personagem Cabrito Tevez

O Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) foi condenado a pagar uma indenização de R$ 5 mil por danos morais a uma jovem que foi alvo de uma piada racista feita pelo humorista Alexandre Porpetone, durante o Programa Silvio Santos. O caso foi julgado pela Justiça de São Paulo. 

continua após publicidade

O caso ocorreu em 2019 durante o quadro "Jogo dos Pontinhos", onde as pessoas da plateia são desafiadas a completar as frases lançadas pelo apresentador. 

Após as respostas, Porpetone, que interpreta o personagem Cabrito Tevez, apontou para a jovem e disse: "A mulher que está com um espanador na cabeça acertou", referindo-se ao cabelo crespo, volumoso e ruivo da jovem.

continua após publicidade

A vítima da piada alegou que o humorista foi racista e exigiu um pedido de desculpas públicas, além de uma indenização de R$ 5 mil. 

"A liberdade de expressão não pode ser vista como um aval para as pessoas falarem o que quiserem sem reflexão sobre o seu impacto social. A má utilização de tal direito pode trazer uma série de consequências à sociedade, como a reprodução de discursos racistas e preconceituosos", afirmou à Justiça a advogada Michelle Leitão Lundgren, que representa a garota.

A jovem perdeu o processo em primeira instância, mas recorreu, e o TJ condenou o SBT e o humorista.

continua após publicidade

A desembargadora Maria do Carmo Honório, relatora do processo, afirmou na decisão que o humorista fez um comentário pejorativo sobre o cabelo da jovem. "Ao proceder dessa maneira, ele extrapolou o seu direito à 'piada' e feriu a honra da garota", declarou.

O SBT e o humorista ainda podem recorrer. 

Com informações do UOL.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News