Revista UAU!

Jéssica Alves se prepara para realizar transplante de útero

A influenciadora desembolsará R$ 221 mil para ser a primeira mulher trans a passar pelo procedimento.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Jéssica Alves se prepara para realizar transplante de útero
fonte: Reprodução/ Instagram
Jéssica Alves se prepara para realizar transplante de útero

A influenciadora digital Jessica Alves confirmou recentemente, que está se preparando para um transplante de útero. Caso conclua o procedimento, ela se tornará a primeira mulher trans a realizar a cirurgia no mundo.

continua após publicidade

Segundo o Daily Mail, a influenciadora está com o procedimento marcado, mas fará exames e testes antes da cirurgia. Ela explicou ainda que a identidade do médico permanecerá anônima e que não irá fazer a cirurgia caso não seja segura. Ao site, Jessica disse que esperava ficar grávida de maneira natural, com sexo, o que não seria possível porque o útero transplantado não estaria conectado às trompas de Falópio.

A revista Quem entrevistou Dr. Paulo Gallo, diretor médico do Vida Centro de Fertilidade e presidente da SBRP (Sociedade Brasileira de Reprodução Humana), para saber se o plano da influenciadora é possível de se concretizar. Leia a entrevista, abaixo: 

continua após publicidade

Já é possível fazer transplante de útero em mulheres?

Sim, o primeiro transplante de útero feito com sucesso no mundo foi realizado na Suécia por um grupo de médicos, em 2013. De lá para cá, já foram feitos cerca de 60 transplantes de útero em todo o mundo, muitos deles até com gravidez e parto via cesariana.

Onde já foi feito transplante de útero?

continua após publicidade

Vários países do mundo já realizaram transplantes de útero com sucesso, inclusive o Brasil. Além da Suécia, nós temos a Espanha, alguns outros países da Europa, EUA e o Brasil teve seu primeiro transplante de útero realizado com sucesso em 2016, evoluindo com um parto via cesariana em 2017.

É possível fazer transplante de útero em mulheres trans?

Teoricamente, sim. No entanto, até hoje, não temos nenhum caso descrito na literatura. Vários estudos vêm sendo feitos, mas os desafios são um pouco maiores, porque a anatomia da pelve feminina é diferente da anatomia da pelve masculina. Principalmente devido à parte muscular e nervosa. Mas acreditamos que, com esses estudos em evolução, no futuro será possível, sim, efetuar transplante uterino em mulheres trans.

continua após publicidade

Essas mulheres trans com transplante de útero poderiam ficar grávidas?

A teoria também permite pensarmos nessa possibilidade. Porém, como falei anteriormente, é necessário primeiro vencer várias barreiras, vários desafios para conseguirmos concretizar o transplante uterino em mulheres trans para posteriormente pensarmos na gravidez.

Com informações: Revista Quem