Filha de Belo é presa acusada de integrar quadrilha no Rio de Janeiro - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Golpes Eletrônicos

Filha de Belo é presa acusada de integrar quadrilha no Rio de Janeiro

Foto por Reprodução/Instagram
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Na última quarta-feira (11), a filha mais nova do cantor e compositor Belo, Isadora Alkimin Vieira, foi presa no Rio de Janeiro. Isadora de 21 anos e outras onze mulheres estão sendo acusadas de integrar uma quadrilha criminosa e dar golpes eletrônicos. 

Segundo informações, as mulheres induziam as vítimas a fornecerem dados bancários e enviarem cartões de crédito para o grupo criminoso. O transporte dos cartões estariam sendo feito por motoboys, que pegavam os objetos com as vítimas e levavam até o endereço da quadrilha. 

A polícia do Rio recebeu uma denúncia anônima de que  uma quadrilha estria operando e aplicando golpes eletrônicos na Barra da Tijuca. No local, Isadora e mais onze mulheres foram presas em flagrante e responderão judicialmente pelo crime de formação de quadrilha. 

Além da prisão, também foram apreendidos com elas notebooks, nove máquinas de cartão, 50 cartões de crédito, celulares e outros materiais utilizados nos crimes.

Após a prisão de Isadora, o cantor Belo disse que está extremamente surpreso e desapontado com a prisão da filha. 

“Eu não sabia de absolutamente nada, falei com ela semana passada por telefone e ainda perguntei de tudo, da faculdade e tal. Dei sempre todo suporte como pai, pensão, faculdade, educação e amor. Me sinto muito triste e quero ser respeitado nesse momento”.

Deixe seu comentário sobre: "Filha de Belo é presa acusada de integrar quadrilha no Rio de Janeiro"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.