Revista UAU!

Dublador do Salsicha e do Pernalonga morre aos 86 anos

Monjardim morreu em casa, no Rio de Janeiro

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Dublador do Salsicha e do Pernalonga morre aos 86 anos
fonte: Reprodução
Dublador do Salsicha e do Pernalonga morre aos 86 anos

Morreu nesta sexta-feira (30), aos 86 anos, o dublador e diretor de dublagem Mário Monjardim, famoso por dar voz a personagens icônicos de desenhos animados como Pernalonga, Salsicha, da turma do Scooby-Doo, e o Capitão Caverna.

continua após publicidade

Monjardim morreu em casa, no Rio de Janeiro. A causa do óbito não foi divulgada. No ano passado, ele havia sofrido um AVC que o deixou com sequelas.

Em uma triste coincidência, a voz do Scooby-Doo era de Orlando Drummond, que morreu três dias antes, na terça-feira. Os dois eram amigos, colegas de muitos trabalho e Drummond era padrinho de um dos filhos de Mário.

continua após publicidade

O dublador era pai do diretor de dublagem Júlio Monjardim e primo do diretor de novela Jayme Monjardim. Tinha cinco filhos: além de Júlio, era pai de Marcus, André, Leyla e Mario.

Capixaba, Mário Monjardim Filho nasceu em1935, na cidade de Vitória. Foi casado com Zoraida Barreto e atualmente estava com Branca Monjardim.

Carreira

continua após publicidade

O começo da carreira foi em 1954, na Rádio Vitória. No Rio, trabalhou na Rádio Nacional. Em 1965, foi para a recém inaugurada TV Globo por intermédio do diretor Graça Melo.

Na Globo, fez parte do elenco de vários programas, dentre eles a primeira versão de "Carga pesada", e os programas humorísticos "Chico Anysio Show" e "Os Trapalhões", todos na década de 1980.

Na dublagem, começou em 1958, na Herbert Richers, quando havia acabado de chegar no Rio. Passou por várias produtoras de dublagem, além de canais, como o Telecine,

continua após publicidade

Nos últimos anos, trabalhou na Delart, com alguns trabalhos na Audiocorp e na Áudio News. Só se afastou da dublagem após sofrer o AVC no ano passado.

Com informações, G1

Tags relacionadas: #Luto #rio de janeiro