Revista UAU!

Dr. Andrew Hall é presença forte no combate a Covid-19

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Dr. Andrew Hall é presença forte no combate a Covid-19
fonte: Reprodução
Dr. Andrew Hall é presença forte no combate a Covid-19

Dr. Andrew Hall, é um anestesiologista norte-americano especializado em tratamento de dores crônicas. Ele tem sido parte fundamental no time de médicos atuantes nos hospitais durante a pandemia, atuando diretamente nas UTI’s, como intensivista neste momento de crise sanitária. 

continua após publicidade

Ele já está acostumado com essa rotina árdua na luta pela vida. Andrew também é médico voluntário em missões por todo mundo onde atua na área de cirurgia plásticas e outros, ajudando a população mais carente que não consegue ter acesso a tratamento de qualidade. 

Nos Estados Unidos, ele mantém duas clínicas especializadas em tratamento de dores crônicas, uma em Miami e outra em Nova Iorque. E ainda é diretor médico de mais cinco clínicas na Flórida.

continua após publicidade

Dr. Hall atua em diversos tipos de cirurgia, desde da obstetrícia até os casos de trauma. Passando por ortopedia e cirurgia plástica, ele é parte fundamental da equipe de médicos, aliviando a tensão entre o paciente e os procedimentos a serem executados. 

Formado pela Universidade do Tennessee, ele se especializou em dores crônicas pela Universidade de Pittsburgh e fez residência em anestesia na Universidade de Miami. Já rodou o mundo inteiro em missões médicas e sonha em abrir clínica para dor aqui no Brasil. 

“Com a anestesia, posso ajudar as pessoas a se submeterem a cirurgias e procedimentos, eletivos ou clinicamente necessários. As pessoas geralmente têm muito medo de fazer uma cirurgia. Eu sou o rosto calmo e sorridente que elas encontram em seus momentos de maior ansiedade”, diz dr. Hall. 

continua após publicidade

No tratamento das dores crônicas, o Dr. Andrew Hall diz que gosta de ajudar as pessoas oferecendo-lhes soluções para recuperar a qualidade de vida. Muitos desses pacientes já tentaram todo tipo de tratamento, sem sucesso e estão em busca de um alívio para seu problema. Além dos tratamentos tradicionais com medicamentos e fisioterapia, ele também usa a medicina alternativa como forma de minimizar as dores dos pacientes, como acupuntura e maconha medicinal. 

“Fui ensinado a cuidar dos outros antes de mim”, diz. 

Em tudo que faz Dr. Andrew Hall se empenha 100%. Quando ainda estava na faculdade, ele tirou licença de piloto particular e passou por uma experiência que mudou sua vida. Durante um de seus voos solos, seu avião teve uma queda de energia e precisou fazer um pouso de emergência. 

continua após publicidade

Ele passou a valorizar a vida mais que nunca e nesse momento notou que ela pode ir embora em questão de minutos. “Consegui aterrissar com sucesso o avião sem nenhum dano a mim mesmo ou a qualquer outra pessoa. Naquele dia, aprendi que era capaz de lidar com situações de risco de vida com uma mente calma e habilidades para tomar decisões rápidas. Aprendi também que cada dia é precioso e pode ser o último. Daquele dia em diante decidi perseguir tudo na minha vida com 100% de comprometimento e fazer o melhor trabalho possível”, relembra. 

Durante a pandemia, ele precisou se reinventar como todos os médicos do mundo. Com o caos instaurado na saúde no mundo inteiro, todo mundo precisa estar preparado para lidar com os piores cenários e Andrew, além de atuar direto nas UTI’s como intensivista, também precisou ensinar a colegas, médicos e enfermeiros de outras áreas, a cuidar desses pacientes. 

continua após publicidade

“Trabalhei todos os dias durante 12 semanas cuidando de pacientes COVID-19 na unidade de terapia intensiva e fui obrigado a ensinar novos médicos e enfermeiras sobre como cuidar desses pacientes. Foi extremamente cansativo, mas as vidas que salvamos faziam com que cada noite sem dormir valesse a pena”, conta. 

Seu trabalho árduo também colheu frutos, Dr. Andrew Hall ocupou vários cargos importantes em sociedades médicas nos Estados Unidos. Como diretor, tinha oportunidade de falar em comitês nacionais, influenciando assim o futuro da medicina por lá. 

Uma de suas maiores inspirações na profissão foi um colega de trabalho, um cirurgião brasileiros, com quem trabalhou anos atrás. O médico em questão era do tipo que levava a medicina muito a série e fazia dela não só sua profissão, como sua vocação. Dormia em seu carro e visitava pacientes em que hora do dia, ou da noite, era só precisar e chamar. 

“Vê-lo trabalhar com tanta integridade, compaixão, dedicação e empatia me fez querer ser um médico melhor, assim como alguém que pudesse ajudar a influenciar a próxima geração de médicos e humanos em nossa sociedade”, diz. 

Saiba mais sobre Dr. Andrew Hall através do Instagram: https://instagram.com/sirandrewhall