Revista UAU!

Contrato da L4 M4FIA com a Booyah está encerrado, diz Rodrigo Lopes

Criado por Rodrigo Lopes, a L4 M4FIA, tinha como objetivo direcionar jovens com talento e um bom fluxo de público ao mercado

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Rodrigo Lopes, filho de empreendedores, desde a adolescência, já estava inserido no mundo dos negócios
fonte: Divulgação
Rodrigo Lopes, filho de empreendedores, desde a adolescência, já estava inserido no mundo dos negócios

Agora em maio de 2022 chegou ao fim o contrato da L4 M4FIA com a plataforma Booyah. Criado por Rodrigo Lopes, a L4 M4FIA, tinha como objetivo direcionar jovens com talento e um bom fluxo de público ao mercado. O projeto visava ainda profissionalizar garotos que sonham viver do game.

continua após publicidade

Rodrigo Lopes, filho de empreendedores, desde a adolescência, já estava inserido no mundo dos negócios buscando trazer melhorias para os comerciantes locais da sua cidade. Aos dezoito anos, iniciava oficialmente como representante dos comerciantes locais jovens da cidade de Paulista, Pernambuco, através do órgão da CDL.

Rodrigo conta que hoje tem seu próprio negócio no ramo da estética, seu próprio produto e sua marca. Desenvolve outro projeto para buscar jovens com talento para criar conteúdo de jogos on-line. Faz um agenciamento, criando um link entre as empresas criadoras dos games/plataformas de streamers, visando trocar audiência por valores e assim poder mudar vidas de pessoas.

continua após publicidade

O fundador da organização segue redefinindo os seus projetos, buscando elevar cada vez mais o nome do time. Rodrigo estuda propostas de outras plataformas para poder continuar dando oportunidade a jovens brasileiros. “No ano de 2021 o time passou a fazer parte da plataforma de streaming Booyah. A inserção da L4 M4FIA na plataforma resultou em oportunidade para mais de 50 jovens que são streamers. Todos esses jovens assinaram contrato comigo”, conta Rodrigo Lopes.

Segundo Rodrigo, o Brasil ocupa a décima segunda posição entre os países que mais faturam com o mercado de games no mundo, além de ser o primeiro colocado da América Latina. Esse crescimento abre portas no mercado dos games para desenvolvedores e especialistas e eleva o número de gamers e profissionais responsáveis por manter a estrutura ativa nos bastidores.

“Os profissionais ganham dinheiro jogando, testando jogos, participando de competições, fazendo lives interativas, editando matérias gráficas, operando marketing, etc. O rendimento mensal pode atingir valores de três mil reais até salários mais elevados, e em alguns casos, pode até ser maior que salários de muitos jogadores de futebol da série “A”. Os valores são frutos de negociações com patrocinadores, contratos com plataformas, monetização e venda de produtos”, encerra Rodrigo.

Para saber mais sobre o mercado de games e a trajetória de Rodrigo Lopes basta seguir o Instagram @orodrigolopesoficial

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News