Revista UAU!

BBB 22: professora Jessilane é participante do reality

Competitiva, ela garante que está entrando no reality para conquistar o prêmio de R$ 1,5 milhão.

Da Redação ·

É difícil não reparar quando Jessilane chega em algum lugar. Expansiva, a professora de Biologia, de 26 anos, fala alto e não faz cerimônia para contar as histórias de sua vida.

continua após publicidade

Natural de Bom Jesus da Lapa, na Bahia, ela nasceu na cidade natal da mãe, mas se mudou para Valparaíso de Goiás ainda criança e é lá que vive até hoje.

 Agora, não consegue segurar a euforia por ser uma das integrantes da Pipoca do BBB22. Jessi, como é chamada pelos amigos e familiares, diz que sua vida sempre foi feita de perrengues.

continua após publicidade

“Quando minha irmã e eu éramos crianças, teve situação de comermos feijão com farinha. Minha mãe fazia as bolinhas e dava para a gente. Ela nunca nos deixou passar fome, mas aconteceu de ter muito pouco para comer”, recorda.

Sagitariana independente, começou cedo a correr atrás de seu próprio dinheiro. Aos 12 anos, disse que queria trabalhar e já ajudava no salão de beleza da mãe.

“Lavava cabelo e ganhava R$ 20 por fim de semana”, conta.

continua após publicidade

Aos 14, conseguiu seu primeiro emprego de carteira assinada, como jovem aprendiz em uma loja de departamentos.

“Minha mãe sempre foi muito preocupada com a educação e obrigava a gente a estudar, mas eu queria ter as minhas coisas e, se pedisse algo que ela não podia me dar, já era motivo de caos. Então, falava que ia trabalhar para ter meu dinheiro.”

E ela ralou muito para juntar seus trocados! Jessi é daquelas que topa qualquer parada para fazer uma grana extra:

continua após publicidade

“Já trabalhei com tudo nessa vida! Entreguei perfume no shopping, fui caixa de supermercado, vendi curso de informática, de inglês, trabalhei no Ministério Público como estagiária... Nossa, tanta coisa!”, enumera.

Mas a preocupação de Dona Cleudete com a educação das filhas também teve resultado.

continua após publicidade

Aluna de escola pública por toda a vida, Jessi fez faculdade e mestrado em Biologia e, há cinco anos, trabalha como professora dos ensinos Fundamental e Médio, dando aulas para adolescentes entre 14 e 17 anos.

Ela também tem pós-graduação em Libras e conta que o interesse pela língua dos sinais veio justamente da vontade de conseguir se comunicar com todos, sem exceção.

“Quando estava no Ensino Médio, cinco alunos na minha turma eram surdos e eu ficava muito chateada porque queria conversar com eles, mas não sabia falar”, relembra.

continua após publicidade

Com as filhas formadas, foi a vez da mãe voltar para a escola. Professora rígida, Jessi não dá moleza nem para Dona Cleu, que hoje está no primeiro ano do Ensino Médio.

Inimiga do fim? 

Mas nem só de ralação é feita a vida. Jessi garante que sabe se divertir – e muito! Sua programação preferida é sair para beber e dançar com os amigos:

continua após publicidade

“Sou inimiga do fim, aquela que quer ser a primeira a chegar e a última a sair. Quero beber todas as cervejas da festa, subir em todos os palcos, para que todo mundo veja que estou dançando”.

Jessi também não sabe guardar segredo, diz que sua vida é um “livro aberto” e se considera uma “fofoqueira do bem”:

continua após publicidade

“É aquela que fala sobre as coisas, compartilha informações, mas não faz isso para o mal de ninguém. Por exemplo, não faço fofoca a ponto de aumentar uma história ou inventar algo para prejudicar. Faço a fofoca positiva”.

Sonho realizado!

 Depois de três tentativas de entrar na casa mais vigiada do Brasil, agora não consegue conter a animação para, finalmente, viver essa experiência. Ela acredita que vai conseguir conquistar com facilidade os colegas de confinamento:

continua após publicidade

“Mando muito bem na cozinha. Um dos planos é conquistar pela barriga”.

Mas sua personalidade também tem traços que podem gerar conflitos com os brothers:

“Sou muito explosiva no jeito de falar. Às vezes, parece que estou brigando, mas só estou conversando mesmo. Talvez as pessoas confundam, mas minha forma de me impor é falar o que estou sentindo.”

continua após publicidade

Competitiva, ela garante que está entrando no reality para conquistar o prêmio de R$ 1,5 milhão.

“Não quero entrar no BBB22 só para aparecer e pronto. A última coisa que quero é que digam que a Jessi foi uma planta. Quero que digam que entrei e joguei.”

continua após publicidade

Jessilane, do BBB22, coleciona calcinhas e diz que não sabe guardar segredo

- Seu aniversário de 15 anos foi um fiasco: "Minha mãe fez de tudo para ser a melhor festa da vida, mas um carro bateu num poste e a energia do bairro acabou. Quando voltou, já eram 4 horas da manhã e todos já tinham ido. Ninguém aproveitou nada".

- Decidiu estudar a língua dos sinais quando estava no Ensino Médio e tinha colegas surdos na turma.

continua após publicidade

- Diz que depois que bebe, fica com vontade de beijar na boca.

- Só namorou sério uma vez, mas sonha um dia ter uma "família de comercial de margarina".

- Já mandou nudes e uma vez publicou a foto por engano no status de seu aplicativo de mensagens.

- Ama Carnaval e sonha um dia poder assistir aos desfiles das escolas no Sambódromo.

- Tem 25 tatuagens e todas têm um significado. A mais recente é um Pokémon Charmander. "Todo mundo fica me zoando, mas me identifico com ele: sorrisinho no rosto e fogo no rabo!".

- Tem uma coleção de calcinhas. "Se eu ficar três meses sem lavar roupa, ainda vou ter calcinha para usar!"

- Alisou o cabelo com química aos 6 anos de idade, mas, aos 18, decidiu assumir seus fios naturais e fez a transição capilar.

- Não sabe guardar segredos e diz que sua vida é "um livro aberto".

- Sempre acorda desesperada quando o despertador toca ou ouve algum barulho na casa.

Quer stalkear? 

Instagram: @notassobrejessi

Com informações Gshow.

Tags relacionadas: #bbb22 #lista #PARTICIPANTE #pipoca