Revista UAU!

Amber Heard não tem dinheiro para pagar indenização a Johnny

Amber se pronunciou logo após o veredito e afirmou que a decisão do júri é um retrocesso nos direitos das mulheres

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Amber Heard não tem dinheiro para pagar indenização a Johnny
fonte: Reprodução/Youtube

Amber Heard perdeu o processo que seu ex-marido Johnny Depp movia contra ela por difamação e afirma que não tem condições financeiras de pagar US$ 10 milhões, o equivalente a R$ 47,8 milhões na cotação atual. O valor foi definido por decisão da justiça.

continua após publicidade

Advogada de Amber, Elaine Charlson Bredhoft, disse ao Today Show que a atriz planeja apelar sobre o veredito. Questionada se estrela de Aquaman seria capaz de pagar a indenização ao ex-marido, a advogada respondeu: "Não, absolutamente não". 

A representante de Amber concorda com a sua cliente que a decisão do júri é um retrocesso para as mulheres. "É um retrocesso significativo. A menos que você pegue seu celular e filme seu cônjuge ou parceiro batendo em você, não acreditarão em você", avaliou. Ela diz acreditar que o júri tenha sido influenciado pela pressão dos fãs do ator e pelas redes sociais. "Não tem como eles não terem sido influenciados. Foi horrível, muito desigual", pontuou. 

continua após publicidade

O júri decidiu que o artigo de opinião de Amber Heard para o Washington Post sobre violência doméstica foi difamatório e impor a atriz o pagamento de uma indenização de US$ 15 milhões - equivalente a R$ 71,9 milhões na cotação atual, que caiu para US$ 10 milhões. 

Amber se pronunciou, por meio de suas redes sociais, logo após a divulgação do veredito. "A decepção que sinto hoje está além das palavras. Estou com o coração partido que a montanha de evidências ainda não foi o suficiente para enfrentar o poder e a influência desproporcionais de meu ex-marido. Estou ainda mais desapontada com o que esse veredito significa para outras mulheres. É um retrocesso", começou ela.

"Voltamos para uma época em que uma mulher que se manifestava poderia ser envergonhada e humilhada publicamente. Afasta a ideia de que a violência contra as mulheres deve ser levada a sério. Acredito que os advogados de Johnny conseguiram fazer com que o júri ignorasse a questão-chave da liberdade de expressão e ignorasse evidências tão conclusivas, pelas quais vencemos no Reino Unido Estou triste por ter perdido este caso. Mas estou mais triste ainda que pareço ter perdido um direito que pensei que tivesse como americana - para falar livre e abertamente", finalizou.  

continua após publicidade

Depp, que acompanhou o veredicto da Inglaterra, onde se apresentou no fim de semana tocando guitarra no show de Jeff Beck, também se pronunciou. O júri de sete pessoas também decidiu que Depp, por meio de seu advogado Adam Waldman, difamou Heard em uma das três acusações em seu processo. Por conta disso, ela receberá US$ 2 milhões, cerca de R$ 9,5 milhões na cotação atual.

"Há seis anos, minha vida, a vida dos meus filhos, a vida das pessoas mais próximas a mim, e também a vida das pessoas que por muitos e muitos anos me apoiaram e acreditaram em mim, foram mudadas para sempre. Tudo em um piscar de olhos. Alegações falsas, muito sérias e criminosas foram feitas a mim através da mídia, o que desencadeou em uma enxurrada interminável de conteúdo odioso, embora nenhuma acusação tenha sido feita contra mim. Isso já havia rodado o mundo duas vezes em um nanossegundo e teve um impacto sísmico na minha vida e na minha carreira. E seis anos depois, o júri me devolveu a vida. Estou dizendo isso humildemente. Minha decisão de prosseguir com este caso, sabendo muito bem a altura dos obstáculos legais que enfrentaria e o inevitável espetáculo mundial em minha vida, só foi resolvido após considerável reflexão. Desde o início, o objetivo de trazer este caso era revelar a verdade, independentemente do resultado. Falar a verdade era algo que eu devia aos meus filhos e a todos aqueles que permaneceram firmes em seu apoio a mim. Sinto-me em paz sabendo que finalmente consegui isso", escreveu ele. 


Fonte: Revista Quem.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News