Região

Polícia acaba com festa em meio à pandemia, em Cruzmaltina

A festa foi interrompida após denúncias que no local havia aglomeração de pessoas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa
fonte: Reprodução: Redes Sociais
Imagem ilustrativa

Diversas pessoas foram flagradas participando de uma festa pela Polícia Militar (PM) e  Guarda Municipal (GMC)  na noite de sábado (27), em uma propriedade na zona rural de Cruzmaltina. A festa foi interrompida após denúncias que no local havia aglomeração de pessoas, desrespeitando as medidas de isolamento social por conta da pandemia covid-19, decretada pela Prefeitura de Cruzmaltina que não permite aglomeração em qualquer lugar do município.

continua após publicidade

Conforme informações do boletim de ocorrência, num primeiro momento quatro homens resistiram verbal e fisicamente contra as ordens de abordagem, quando foi solicitado para que todos colocassem as mãos na cabeça e se virassem de costa para a equipe conforme preconiza a doutrina de abordagem pertencente a PMPR. Momento que novamente foi pedido para que cooperassem com a abordagem policial, e que as equipes estavam ali somente para orientar sobre o decreto municipal, um homem trajando camiseta azul, passou a incitar as pessoas presentes a desobedecer as ordens.

Ainda segundo a PM, posteriormente identificado o proprietário que se apresentou ao lado do filho, novamente iniciou-se verbalização faltando com respeito ao efetivo. Após 40 minutos de diálogo, foi solicitado apoio do efetivo ROTAM, pois os ânimos estavam exaltados por parte dos presentes na casa.

continua após publicidade

Momento que chegou o efetivo da ROTAM, sendo possível realizar a abordagem dos presentes e a busca pessoal, também houve confusão com alguns abordados ignorando quaisquer ordens emanadas, mais de 20 pessoas se evadiram pelos fundos da residência.  

Os efetivos se deslocaram até o Hospital Municipal de Faxinal conduzindo os envolvidos para realização do exame de lesão corporal, já que todos os encaminhados sofreram lesões resultantes da resistência que fizeram para não serem algemados e encaminhados após receberem voz de prisão.

Ainda no Hospital Municipal um dos abordados, desferiu um chute na canela de um guarda municipal. Pelo menos quatro envolvidos foram encaminhados a 53ª Delegacia Regional de Polícia, para as medidas pertinentes ao caso.