Mais lidas

    Região

    TOQUE DE RECOLHER

    Municípios vão seguir decreto estadual, sem medidas extremas

    Municípios vão seguir decreto estadual, sem medidas extremas
    Foto por Divulgação
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 02.12.2020, 19:02:42 Editado em 02.12.2020, 19:06:11
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Prefeituras da região devem seguir a risca o decreto de ‘toque de recolher’ do governo do estado, publicado nesta quarta-feira (02). O documento prevê a proibição da circulação de pessoas entre as 23h e as 5h em todo o Paraná, como forma de evitar aglomerações e frear o avanço do contágio da doença . Setores de fiscalização dos municípios deverão integrar a força tarefa para cumprimento das medidas, juntamente com a Polícia Militar (PM).

    De acordo com o prefeito de Apucarana, Junior da Femac, é preciso cuidar da saúde mas também, manter os empregos. "Vamos seguir o decreto estadual e juntar à fiscalização da Polícia Militar, nossos agentes da Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e Fiscais da Prefeitura. Não pretendemos realizar outras medidas extremas em Apucarana. Tivemos que parar o comércio uma vez, para preparar nossas equipes de Saúde, hoje temos tudo isso já preparado, precisamos cuidar da saúde mas também, manter os empregos", afirmou.

    O prefeito de Arapongas Sergio Onofre também descartou medidas extremas na cidade. “O município vai prestar apoio na fiscalização juntamente com a Polícia Militar (PM). Em Arapongas a fiscalização já estava bastante atuante. Vamos respeitar e seguir as regras do decreto do Estado. Em Arapongas por enquanto não haverá outras medidas. Estamos com casos controlados. Eu acho que as medidas devem ser tomadas conforme a situação de cada cidade. Em Arapongas vamos seguir o novo decreto do Governo e continuar contando com a colaboração das pessoas”, disse Onofre.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Região

    Deixe seu comentário sobre: "Municípios vão seguir decreto estadual, sem medidas extremas"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.