Região

Municípios vão seguir decreto estadual, sem medidas extremas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Municípios vão seguir decreto estadual, sem medidas extremas
fonte: Divulgação
Municípios vão seguir decreto estadual, sem medidas extremas

Prefeituras da região devem seguir a risca o decreto de ‘toque de recolher’ do governo do estado, publicado nesta quarta-feira (02). O documento prevê a proibição da circulação de pessoas entre as 23h e as 5h em todo o Paraná, como forma de evitar aglomerações e frear o avanço do contágio da doença . Setores de fiscalização dos municípios deverão integrar a força tarefa para cumprimento das medidas, juntamente com a Polícia Militar (PM).

continua após publicidade

De acordo com o prefeito de Apucarana, Junior da Femac, é preciso cuidar da saúde mas também, manter os empregos. "Vamos seguir o decreto estadual e juntar à fiscalização da Polícia Militar, nossos agentes da Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e Fiscais da Prefeitura. Não pretendemos realizar outras medidas extremas em Apucarana. Tivemos que parar o comércio uma vez, para preparar nossas equipes de Saúde, hoje temos tudo isso já preparado, precisamos cuidar da saúde mas também, manter os empregos", afirmou.

O prefeito de Arapongas Sergio Onofre também descartou medidas extremas na cidade. “O município vai prestar apoio na fiscalização juntamente com a Polícia Militar (PM). Em Arapongas a fiscalização já estava bastante atuante. Vamos respeitar e seguir as regras do decreto do Estado. Em Arapongas por enquanto não haverá outras medidas. Estamos com casos controlados. Eu acho que as medidas devem ser tomadas conforme a situação de cada cidade. Em Arapongas vamos seguir o novo decreto do Governo e continuar contando com a colaboração das pessoas”, disse Onofre.