Região

Mulher indígena é vítima de estupro em Manoel Ribas

A equipe médica do hospital confirmou que a mulher apresentava sinais de violência sexual e agressão física

Da Redação ·
Imagem ilustrativa
fonte: Reprodução Internet
Imagem ilustrativa

Um mulher indígena de 39 anos foi vítima de estupro pelo ex-marido e um homem não indígena. A ocorrência foi registrada na sexta-feira (16), às 11h30, pelo Destacamento da Polícia Militar (PM) de Manoel Ribas.  

continua após publicidade

Conforme o boletim de ocorrência da PM, a equipe de serviço foi acionada para o Hospital Municipal de Manoel Ribas e em contato com a equipe médica foi confirmado que a mulher apresentava sinais de violência sexual e agressão física.

A vítima relatou aos policiais que os agressores a teriam dopado, e ela sofreu as agressões consciente,  mas ficou impossibilitada de defesa. A situação teve início no dia anterior, quando recebeu mensagens de um homem a convidando para conversar.

continua após publicidade

Como está separada aceitou convite, sendo então que foram até o estacionamento do aeroporto. Porém no local o homem a obrigou a fazer sexo oral e depois ligou para o ex-marido dela. O ex chegou minutos depois do telefonema e homem não indígena disse: "Está aqui a mulher, pode levar".

Sendo então agarrada pelos cabelos, o ex-marido a colocou dentro do carro dele e a levou para um motel em Pitanga. A mulher foi obrigada a tomar um remédio e passou a noite toda sendo estuprada e agredida pelo autor. 

Quando o dia amanheceu, o próprio ex-marido levou a mulher para o hospital de Manoel Ribas, mas quando a viatura se aproximava ele fugiu a pé, tomando rumo ignorado.

continua após publicidade

A Polícia fez buscas pela cidade, mas os acusados fugiram, a princípio em um Fiat Pálio prata, com apoio de uma terceira pessoa.   

 * Com informações do Blog do Berimbau