Região

Consórcio regionaliza venda de produtos de origem animal

Com a adesão, os produtores terão uma região com aproximadamente 500 mil habitantes para comercializar os produtos

Da Redação ·
Produção de queijo artesanal
fonte: Arquivo Tn Online
Produção de queijo artesanal

Na próxima quinta-feira (28), os 15 prefeitos do Núcleo Regional da Seab de Ivaiporã e outros 15 prefeitos da região central do Paraná oficializam em webconferência, a adesão ao Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Rural e Sustentável da Região Central do Estado do Paraná (CID Centro). 

continua após publicidade

O consorcio intermunicipal vai facilitar a comercialização de produtos de origem animal entre as 30 cidades, ampliando a área de abrangência da certificação municipal.

O médico veterinário do Núcleo Regional da Seab de Ivaiporã, Carlos Eduardo dos Santos, explica que a regionalização das vendas só foi possível graça as mudanças que ocorreram no ano passado no   Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA). 

continua após publicidade

Com a nova legislação, a produção local - seja de leite e derivados, carne, embutidos, peixes, mel - originária de um município poderá ser levada para venda em feiras, mercados, supermercados de cidades consorciadas, desde que atendidas as exigências legais e sanitárias, com a utilização de selo de qualidade estampado nos produtos do consórcio. 

“Era uma legislação que vinha engessada e amarrada desde 1952. Veio esta nova legislação mais flexível e pudemos fazer essa parceria com o CID Centro para ajudar os produtores, empresários dos 30 municípios a terem um mercado maior para venderem seus produtos”, esclarece. 

Segundo Santos, com a adesão ao consórcio CID Centro, os produtores terão uma região com aproximadamente 500 mil habitantes para comercializar e desenvolver as agroindústrias.

continua após publicidade

“A partir deste momento, os produtores que industrializam produtos de origem animal estarão aptos a vender seus produtos nos 30 municípios. Desde Guarapuava, região lá de Pitanga e a nossa região aqui de Ivaiporã, São João do Ivaí até Faxinal”, completa Santos.

Para que o produtor possa fazer a comercialização dos produtos legalmente na região dos municípios consorciados, ele deverá estar inscrito no Serviço de Inspeção Municipal (SIM).