Calor leva mais pessoas a rios da região; lazer requer cuidados - TNOnline
Mais lidas

    Região

    RIO IVAÍ

    Calor leva mais pessoas a rios da região; lazer requer cuidados

     Rio Ivaí/Salto da Fogueira
    Foto por Jair Ferreira/Bella Face
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 03.10.2020, 05:07:11 Editado em 03.10.2020, 05:23:05
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Com temperaturas na faixa dos 38º C e piscinas de clubes fechados por conta pandemia, as margens de rios no Vale do Ivaí têm sido mais procurados. O lazer na natureza, entretanto, aumenta os riscos de acidentes e requer cuidados.

    No último final de semana, um homem de 35 anos morreu afogado em uma prainha localizada a cerca de 500 metros, da balsa do Marolo, em Jardim Alegre na divisa com o município de Grandes Rios. 

    Marildo de Oliveira, que é morador no Distrito de Porto Ubá, localizado na beira do rio, e coordenador da Patrulha Ambiental do Rio Ivaí, uma ONG voltada para educação ambiental, comenta que no último final de semana já foi possível perceber o grande número de pessoas nas margens dos rios.

    “O rio é muito bom para o lazer, mas muito perigoso se não tiver os cuidados necessários”, comenta. Nascido e criado distrito de Lidianópolis, Marildo conhece todos os pontos perigosos do Rio Ivaí e já viu muitas tragédias.

    “Mesmo a gente que tem muita experiência tem que tomar todo o cuidado. Nessa região entre Jardim Alegre e São João do Ivaí estão os locais mais perigosos do Ivaí, são  várias corredeiras e saltos e são exatamente esses os pontos que as pessoas frequentam”, explica Marildo.

    Conforme o 2º tenente Fernando Alves Machado, do 1º Subgrupamento de Bombeiros Independente de Ivaiporã, os bombeiros estão atentos para o risco de afogamentos que fazem, em média, três vítimas por ano região. 

    “É sempre uma preocupação nessas temporadas de calor. Então sempre orientamos as pessoas que, ao se banharem nos rios, evitem as bebidas alcoólicas e maneirem na alimentação. Mesmo que a pessoa saiba nadar é bom não exagerar na confiança, porque o rio pode ser traiçoeiro”, comenta.Machado diz ainda que a pessoa nunca deve ir sozinho ao rio, deve sempre estar acompanhada.

    “Pode acontecer um acidente e uma pessoa que está ali pode jogar um objeto que boie e socorrer a vítima. É bom reforçar que o primeiro passo é ligar 193. A gente sabe que os rios na região são bastante distantes, mas o 193 é o melhor meio para fazer o salvamento das pessoas”, comenta.  

    MEIO AMBIENTE

    Além da segurança, a maior ocupação dos rios traz preocupações com o ambiente. “Com mais pessoas nas margens dos rios, aumenta também o descuido com a natureza. Tem pessoas que não tem respeito algum e acabam deixando muito lixo nas matas e até dentro da água” disse Marildo. 

    A Patrulha Ambiental também prevê realizar um arrastão ecológico nos cerca de 110 quilômetros do rio em que a organização atua nos próximo meses.  “Por causa da pandemia não estamos podendo nos reunir, mas estamos nos preparando para novembro fazer esse arrastão ecológico de limpeza do Rio Ivaí”, comenta

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Região

    Deixe seu comentário sobre: "Calor leva mais pessoas a rios da região; lazer requer cuidados"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.