Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Região

Epidemia de dengue chega a mais dois municípios 

.

Mais dois municípios da região estão em epidemia de dengue. Sabáudia e São João do Ivaí foram incluídos na lista no boletim desta terça-feira da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa). Em uma semana, 8 novos óbitos provocados pela doença foram registrados no Paraná. O monitoramento, com início em agosto do ano passado, totaliza 57 mortes por dengue.

O boletim traz 76.655 casos confirmados da doença; 11.131 a mais que a semana anterior que registrava 65.524. No Estado são 162 municípios em situação de epidemia no período epidemiológico; 15 entraram para a relação nesta semana.

Em Sabáudia, foram confirmados 29 casos de dengue. Em São João do Ivaí são 116 confirmações. De acordo com a coordenadora do controle de endemias de Sabáudia, Tatiane Ventura, o momento é de extrema preocupação. “Sei que temos que lidar com o coronavírus, mas a dengue também mata e temos muitos casos. A população precisa colocar a mão na consciência e fazer a sua parte” destacou ela, lembrando que o período de quarentena é um ótimo momento para a população limpar os quintais e terrenos.

Tatiane reforça também a responsabilidade das pessoas que estão infectadas com a doença. “Os casos confirmados precisam se manter isolados do restante da população, devem manter o afastamento social, passar repelente e manter a segurança dentro das residências”.Foi aprovada recentemente pela Câmara de Vereadores a Lei 614/2020, que prevê a aplicação mais severa de multas nas residências e terrenos com focos de mosquito Aedes aegypti, além de permitir que a equipe de endemias adentre em locais abandonados sem mesmo a permissão do dono.

Com a inclusão de Sabáudia e São João do Ivaí, a região passa a contabilizar sete municípios em epidemia. Também registram índices epidêmicos os municípios de Ivaiporã (1.308 casos), São Pedro do Ivaí (148), Jardim Alegre (181), Godoy Moreira (150) e Lunardelli (17). Considera-se epidemia quando o município registra uma incidência maior que 300 casos por grupo de 100 mil habitantes. Na região, por enquanto, nenhum óbito por dengue foi registrado.

PARANÁ

“Não podemos baixar a guarda no combate ao mosquito transmissor da dengue. Neste momento, em que a população está mais em casa por conta da prevenção ao coronavírus, reforçamos o pedido para uma verificação geral nos domicílios para eliminação de pontos que acumulem água parada; esta é mais efetiva medida preventiva contra a dengue e deve ser permanente”, afirma o secretário da Saúde Beto Preto.Ele destaca que o Paraná ainda se encontra em período crítico de transmissão da dengue. “Por isso conclamamos à população para que redobre a aplicação das medidas de prevenção da doença, a dengue é grave e mata”.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Região

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber