Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Região

Cafés de Tomazina e Joaquim Távora são campeões do 17º Concurso de Qualidade Paraná

.

A solenidade de premiação aconteceu no Salão de Eventos Scaramal.  (Fotos: Ivan Maldonado)
A solenidade de premiação aconteceu no Salão de Eventos Scaramal. (Fotos: Ivan Maldonado)

Cerca de 350 cafeicultores paranaenses participaram ontem (24) em Ivaiporã da 17ª edição do Prêmio Café Qualidade Paraná. O cafeicultor Edson Messias de Carvalho, de Joaquim Távora foi o grande vencedor da categoria grãos preparados no processo natural, o café dele obteve nota 85,97. Valdeir Luiz de Souza, de Tomazina venceu na categoria cereja descascado com pontuação 87,28.  A solenidade de premiação aconteceu no Salão de Eventos Scaramal. 

Esta é a segunda vez consecutiva que Valdeir Luiz de Souza recebe o Prêmio Café Qualidade Paraná.  “A gente trabalhou para conquistar o primeiro lugar. É fruto de  esforço e dedicação, mais nada. É catar o cafezinho maduro no pé, zelar no terreiro, é difícil de fazer, mas não é impossível. É muito prazeroso trabalhar naquilo que se gosta, e o resultado está aí”. Edson Messias de Carvalho ofereceu ao premiação a família   pela dedicação empreendida na produção. “Foi muito esforço e trabalho para conseguir isso aqui”.

Paulo Roberto Franzini, secretário executivo da Câmara Setorial do Café disse que o concurso é uma ferramenta de marketing para os produtores e regiões. “Hoje já tem  regiões especificadas como produtores de café especial. Traz também a aproximação de produtor e comprador de cafés especiais realizando negócios”. 

Ele explicou ainda, que nesta edição houve 120 amostras de 19 municípios das regiões de Apucarana, Cornélio Procópio, Ivaiporã, Londrina, Maringá e Santo Antônio da Platina.  “Dessas 120 nós tivemos 55 amostras finalistas. Os produtores passaram por uma ‘peneirada’ nas regiões e chegaram a final”, relatou Franzini. 

O Secretário de Estado da Agricultura Norberto Ortigara agradeceu o apoio da Prefeitura de Ivaiporã e da Câmara de Vereadores pelo apoio a solenidade de premiação do concurso. Ele também parabenizou todos os participantes e os organizadores do concurso. 



“É um dia dedicado a reunir aqueles que ainda mantém o café na veia e que fazem do café essa importante fonte de renda para a família, para a economia dos municípios, do Paraná e do Brasil.  É um concurso que a gente trabalha o ano inteiro provocando os agricultores para que se esforcem para manter os atributos de uma boa bebida.  A gente está aqui premiando o esforço dos cafeicultores, valorizando e dizendo vale a pena ser diferente, colher no pano, secar o café de maneira adequada, produzindo a diferença”, assinalou Ortigara.

Miguel Amaral destacou a importância do concurso para o Estado.do Paraná e para  os cafeicultores. “Grande conquista para Ivaiporã, um evento estadual.  Quero agradecer o Ortigara e toda a equipe da Seab. Quero também agradecer aqui cada liderança, o presidente da Câmara, os vereadores que foram gigantes para que esse evento acontecesse. É um evento em favor da cafeicultura paranaense”.

Ainda durante o evento, Ortigara anunciou a liberação de recursos para Ivaiporã, para a pavimentação com pedra irregular de aproximadamente 3,5 quilômetros, do Distrito de Jacutinga até a localidade de Cruzeirinho, uma importante região cafeeira do município.   


Premiação
 

Além do título, os vencedores do concurso receberam premiação de  R$ 5 mil em dinheiro. O segundo e o terceiro colocado de cada categoria levaram R$ 3,5 mil e R$ 2,5 mil, respectivamente. Foram ainda destinados R$ 1,5 mil ao quarto e R$ 1 mil ao quinto colocado.

Promoção

O evento é uma promoção da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Londrina, Câmara Setorial do Café do Paraná, Município de Ivaiporã e Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná – por intermédio de suas vinculadas Emater-PR e Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) –, o prêmio Café Qualidade Paraná 2019 tem patrocínio da Associação de Agricultores Familiares de Jacutinga, Bratac, BRDE, Faep/Senar, Crea-PR, Cooperativa Integrada, Fetaep, Fortaleza Coffee, Sebrae, Sicredi e Sistema Ocepar.

Conta ainda com o apoio da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), Cocari, Cocamar, Copacol, Equipamentos Probat Leogap e Sociedade Rural do Paraná (SRP).

Veja aqui os vencedores do concurso

CEREJA DESCASCADO

1º - Valdeir Luiz de Souza (Tomazina)

2º - Sirlei de Fátima da Cruz Carvalho (Joaquim Távora)

3º - Maria Aparecida Maciel (Japira)

4º - José Sendeski Neto (Iguaraçu)

5º - Evilasio Shigueaki Mori (Cambira)

CAFÉ NATURAL

1º - Edson Messias de Carvalho (Joaquim Távora)

2º - Claudeir Marcos de Souza (Pinhalão)

3º - Tumoru Sera (Congonhinhas)

4º - Evilasio Shigueaki Mori (Cambira)

5º - Welliton Nelson Sgorlon Marques (Pitangueiras)

 

AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL 

1º - Sítio Santa Ana (Edson Messias de Carvalho) - Joaquim Távora 

2º - Estância Serrana (Ricardo Batista dos Santos) - Congonhinhas 

3º - Sítio Palmeiras (Donizete Soares) - São Jerônimo da Serra.

 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Região

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber