Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Região

Policial do Escola Segura apreende simulacro de arma com aluno

.

O estudante foi encaminhado para a Delegacia do Adolescente para prestar esclarecimentos sobre o porte do artefato. (Foto: AEN)
O estudante foi encaminhado para a Delegacia do Adolescente para prestar esclarecimentos sobre o porte do artefato. (Foto: AEN)

Um policial militar da reserva que trabalha no programa Escola Segura, em Foz do Iguaçu, apreendeu na manhã desta quarta-feira (4), com um aluno de 13 anos, um simulacro de revólver e dois cartuchos de arma de fogo calibre .38. Após a denúncia feita por outros estudantes a situação foi resolvida rapidamente em função da proximidade do PM.

A Patrulha Escolar Comunitária foi acionada e encaminhou o estudante para a Delegacia do Adolescente para prestar esclarecimentos. O sargento da reserva José Santos da Cunha, responsável pela apreensão, disse que o aluno portava o simulacro de arma no pátio da escola.

“Falei para ele que não era um material didático e que ele não poderia portar arma de brinquedo em ambiente escolar”, disse o sargento. O policial reformado complementou que também já encontrou drogas com outros adolescentes nessa faixa etária. “Acompanhamos a movimentação dos alunos e também orientamos que qualquer situação suspeita seja denunciada para que possamos agir com rapidez”, explicou.

Silvana Garcia André, chefe do Núcleo Regional de Educação de Foz do Iguaçu, disse que a presença do policial foi fundamental para que o incidente fosse resolvido sem qualquer consequência. Ela destaca que um dos pilares do Escola Segura é justamente a prevenção de atitudes que possam perturbar o ambiente de ensino.

“O Escola Segura representa um ganho automático para as escolas, é um programa que deu certo desde o primeiro dia. O efeito cascata faz com que alunos, professores, diretores, pais e toda a comunidade se sintam mais seguros”, afirmou a gestora do Núcleo de Educação.

Segundo Silvana, o programa tem inibido situações que existiam no entorno dos colégios. “Foz do Iguaçu fica em uma região de fronteira, com muitas complicações. A presença dos policiais praticamente extinguiu aquela preocupação com pessoas estranhas rondando as escolas”, complementou.

O programa está em execução em Foz do Iguaçu e Londrina. Na semana que vem será lançado em escolas de nove cidades da Região de Curitiba. O colégio só é incluído no programa se a direção autorizar

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Região

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber