Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Região

Governo autoriza 292 casas em Jandaia, Marilândia, Manoel Ribas e Novo Itacolomi 

.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou ontem contratos para a construção de 292 moradias na região. As obras vão beneficiar os municípios de Jandaia do Sul, Manoel Ribas, Novo Itacolomi e Marilândia do Sul e envolvem investimentos de R$ 23 milhões. Os projetos da região integram um pacote que envolve 872 unidades desenvolvido em diferentes programas coordenados pela Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), em parceria com as prefeituras (ver box).

O governador destacou que esse primeiro lote de liberações contempla famílias vulneráveis, pessoas muito humildes e a população idosa. “Temos as famílias que não vão pagar nada. Já as pessoas que têm mais condições vão financiar os imóveis num preço bem acessível junto à Caixa Econômica e o Governo do Estado. E a terceira linha é para atender os idosos, que muitas vezes moram sozinhos, não têm mais família, ou pagam aluguéis caros”, explicou.

Pelo Família Paranaense, pessoas já cadastradas no programa que vivem em áreas impróprias ou pagam aluguel receberão as chaves da casa própria de forma gratuita. Nessa modalidade se integram os empreendimentos que serão construídos em Manoel Ribas, que soma 20 unidades e um investimento previsto de R$ 1,2 milhão, Marilândia do Sul, que garantiu 12 casas com investimento de R$ 700 mil e Novo Itacolomi, onde serão construídas 42 moradias com recursos de R$ 2,5 milhões. Segundo o prefeito de Novo Itacolomi, Moacir Andreolla (PSD), as casas serão construídas em um terreno ao lado da escola. 

“Essa é uma obra importante que lutamos bastante para conseguir. Estamos desde o ano passado correndo com a papelada e as exigências do projeto, mas conseguimos. Só temos a agradecer o apoio do governador a essa causa”, comenta. Em Jandaia do Sul, em parceria com o Governo Federal, serão construídos 218 imóveis com financiamento do programa Minha Casa Minha Vida pela Caixa Econômica Federal. O residencial será construído em uma área doada pela prefeitura ao lado do Jardim Araucária. Segundo o prefeito Benedito José Pupio (PSC), as obras já deveriam ter começado, mas uma disputa judicial durante a licitação atrasou o empreendimento. 

“Agora está tudo resolvido e as obras começam em 60 dias graças ao governo Ratinho que se empenhou em resolver esses problemas. Para o município, é uma grande conquista na habitação”, comenta. Participaram do encontro com os prefeitos os secretários Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento), João Carlos Ortega (Desenvolvimento Urbano) e Sandro Alex (Infraestrutura e Logística); e os deputados Hussein Bakri (líder do governo), Alexandre Curi, Artagão Júnior, Soldado Fruet e Delegado Recalcatti.

Pacote beneficia 15 municípios no PRAs 872 casas populares com contratos assinados ontem foram divididas em três programas: Família Paranaense, coordenado pela Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, financiamentos federais e estaduais e condomínios para terceira idade. Os investimentos somam R$ 68,8 milhões em 15 municípios.Segundo o presidente da Cohapar, Jorge Lange, a preocupação do Governo é atender todas as faixas. 

“Estamos assinando os contratos, algumas ordens de serviço. As prefeituras já estão providenciando a seleção das pessoas. Demos o primeiro passo de uma jornada longa em que pretendemos reduzir o deficit habitacional com responsabilidade e parceria com os prefeitos”, destacou.Segundo o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, os objetivos passam pela requalificação urbana e atendimento social. “São moradias para pessoas extremamente pobres, necessitadas. É um compromisso do governador Ratinho Junior, que pediu atenção especial às pessoas que vivem em condição de vulnerabilidade social”, explicou.

Leprevost também disse que um programa habitacional compartilhado em mais áreas e coordenado é importante para evitar desastres ambientais e catástrofes. “O Brasil sofreu muito nesses anos. Temos que fazer de tudo para evitar que esse tipo de coisa aconteça. Sem contar no problema da poluição, danos à saúde. Vamos trabalhar para tirar pessoas das áreas de risco”, afirmou.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Região

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber