Mais lidas
Região

Após formatura de 2.800 soldados, Richa anuncia contratação de mais 200

.

O governador Beto Richa participou nesta quinta-feira, no Palácio Iguaçu, da formatura de 1.098 policiais e bombeiros militares que atua rão em Curitiba, Região Metropolitana e no Litoral. Foto Orland Kissner. ANPR 12/01/2017.
O governador Beto Richa participou nesta quinta-feira, no Palácio Iguaçu, da formatura de 1.098 policiais e bombeiros militares que atua rão em Curitiba, Região Metropolitana e no Litoral. Foto Orland Kissner. ANPR 12/01/2017.

O governador Beto Richa anunciou nesta quinta-feira (12), em Curitiba, ao concluir a formatura de quase 2.800 novos policiais e bombeiros, a contratação de mais 200 suplentes do concurso da Polícia Militar, que também concluíram a formação.

“Chegamos, assim a quase 3 mil novos profissionais da Polícia Militar. Isso é uma demonstração clara da nossa prioridade à segurança pública, que é o grande clamor da população, e evidência da saúde financeira do Paraná”, afirmou o governador.

“Enquanto muitos estados estão com dificuldades de pagar seus servidores, graças ao ajuste fiscal que promovemos no Paraná, temos condições não só de pagar os salários como contratar novos servidores para uma área tão essencial como a segurança”, ressaltou.

Na solenidade de Curitiba, a quinta desta semana, se formaram 1.098 soldados, sendo 786 policiais e 312 bombeiros, que atuarão na capital, na Região Metropolitana e no Litoral. A solenidade lotou o estacionamento do Palácio Iguaçu, com a presença maciça de familiares e amigos dos novos soldados. Muitos levaram crianças vestidas com a farda da Polícia Militar.

“Ver o entusiasmo e a alegria dos novos soldados nos indica que estamos no caminho certo”, afirmou o governador. Durante a semana, ele participou de formaturas, também, em Londrina, Maringá, Cascavel e Ponta Grossa.

Em Curitiba, o governador ressaltou, também, a assinatura, também nesta quinta-feira, do contrato de financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Paraná Seguro, programa que concentra as diversas ações e investimentos em segurança.

“Vamos investir fortemente em mais equipamentos, mais viaturas e em aperfeiçoamento dos nossos policiais”, disse ele.

CONDIÇÕES DE TRABALHO - Além da ampliação do efetivo, destacou o governador, o Governo do Paraná fez investimentos em melhoria nas condições de trabalho das polícias. Ele citou a suplementação, em R$ 103 milhões, do orçamento da Secretaria da Segurança Pública, para compra de mais 1.100 viaturas novas, que se somam às 1.200 adquiridas há dois anos. Foram comprados também 8 mil coletes balísticos, armas e munições.

“Aguardamos a entrega de armas de longo alcance para melhorar a segurança de nossos policiais no combate ao crime”, disse o governador.Ele falou sobre a valorização dos servidores e lembrou que o Governo Estadual está implantando progressões e promoções para os funcionários. Só na Polícia Militar serão implantadas, a partir de janeiro, 1.600 promoções e 9 mil progressões. “Praticamente a metade do efetivo de policiais militares receberá aumento nos seus salários”, explicou.

PREVENÇÃO – O reforço no contingente da Polícia Militar se reflete diretamente na redução da criminalidade, segundo o secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita. “Os novos policiais e bombeiros militares passaram por dez meses de formação, com aulas e estágios operacionais nas ruas. Estão preparados para o policiamento preventivo e ostensivo. O efetivo bem aplicado, obedecendo estatística de incidência criminal, tem o reflexo imediato na diminuição dos crimes”, explicou. “Os soldados já estavam atuando nas ruas durante o estágio operacional. Agora, com a formatura, eles serão distribuídos conforme a necessidade dos municípios”, disse ele.

MAIS IMPORTANTE – Para o comandante-geral da PM, coronel Maurício Tortato, a contratação de novos policiais é o investimento mais importante na área de segurança. “Ainda que a gente invista muito em tecnologia, em material bélico e viaturas, o imprescindível para a segurança das nossas famílias e das comunidades é a presença ostensiva e a atuação do militar estadual. “Os novos soldados que integram as forças de segurança do Paraná são uma demonstração do respeito do governador com a sociedade e a Polícia Militar”, complementou.

PREPARAÇÃO – O comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Juceli Simiano Júnior, destacou a preparação dos novos bombeiros, que tiveram formação de 1.700 horas em sala de aula, além do estágio operacional. “Tenho a convicção de que estão preparados para desempenhar plenamente suas atividades em Curitiba, Região Metropolitana e no Litoral”, afirmou. De acordo com ele, parte do efetivo já será destacada para o Litoral para reforçar a operação Verão Paraná. “Darão suporte em atividades de busca, salvamento, incêndios e todas as outras ações inerentes ao Corpo de Bombeiros”, explicou.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade a vice-governadora Cida Borghetti; o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni; o chefe da Casa Militar, coronel Adílson Castilho Casitas; o comandante do 1º Comando Regional da PM, coronel Péricles de Matos; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; os secretários da Cultura, João Luiz Fiani; do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antonio Bonetti; do Planejamento e Coordenação Geral, Cyllêneo Pessoa; e de Assuntos Estratégicos, Flávio Arns; e os deputados estaduais Luiz Cláudio Romanelli, Mauro Moraes, Tião Medeiros, Alexandre Curi e Wilmar Reichembach. 

Os novos policiais e bombeiros militares que se formaram nesta semana passaram por dez meses de formação, com aulas teóricas e estágio operacional, acompanhados de profissionais experientes.O soldado Wininton Pereira Temp, um dos formandos na solenidade de Curitiba, veio do Rio Grande do Sul para trabalhar no Paraná e destacou a boa qualificação promovida pela Polícia Militar. “O curso foi muito gratificante pela formação que tivemos. Morei por oito meses na Academia Policial Militar do Guatupê e agora, que me formo, espero ser reconhecido e que a instituição abra novas portas de qualificação”, disse. 

“A formação é longa, nos dedicamos bastante e estou pronto para atuar nas ruas” , afirmou.Fernanda Leal contou que sempre sonhou em ser policial militar e se sente preparada para assumir a função no Batalhão de Polícia de Trânsito.

“O curso foi bem longo e difícil, mas aprendemos a superar as dificuldades. Fiz estágio em três companhias do BPTran, no plantão de acidentes e nas blitz e operação Lei Seca. Foi a partir do contato com a população que tive a certeza de que quero ser policial”, ressaltou.Ajudar a sociedade é também o desejo do soldado Gustavo de Souza Chiarello, que se formou bombeiro militar. “O foco dos bombeiros é servir a sociedade todos os momentos, 24 horas por dia e sete dias por semana. Tivemos uma boa preparação, com disciplinas de atendimento pré-hospitalar, combate a incêndio e atividades de campo. Estamos prontos”, afirmou

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber