Região

Missa em Lunardelli destaca turismo religioso no município

Da Redação ·

O governador em exercício Orlando Pessuti destacou a importância do turismo religioso no desenvolvimento da economia do Paraná ao participar, nesta sexta-feira (22), da missa em louvor a Santa Rita de Cássia, na Igreja Matriz de Lunardelli, na região do Vale do Ivaí. O templo estava completamente lotado, com fiéis e romeiros vindos de várias regiões do Paraná e até de outros estados brasileiros.

Pessuti lembrou que no início do ano passado o Governo do Estado instituiu o Plano Estadual de Desenvolvimento do Turismo e fez constar o apoio e incentivo ao turismo religioso. Não poderia ser diferente. A gente ouve falar tanto em turismo de negócios e turismo de aventura. Porém, é preciso valorizar também o turismo religioso, tanto que, como deputado estadual, fizemos um projeto de lei transformando Lunardelli em cidade turística religiosa, porque temos aqui o santuário de Santa Rita de Cássia, afirmou.

Segundo ele, o próprio governador Roberto Requião tem lutando pelo desenvolvimento do turismo religioso. Juntos, queremos que cada vez mais promover o turismo religioso não só em Lunardelli, mas em outros municípios, como Paranaguá, onde temos o santuário de Nossa Senhora do Rocio.

Temos muitos outros municípios paranaenses com santuários, disse ainda Pessuti. Em Pirai do Sul, por exemplo, tem o santuário de Nossa Senhora das Brotas. E, em breve, vamos ter aqui no Paraná o primeiro santuário do primeiro santo brasileiro, Frei Galvão. Estas coisas precisam ser valorizadas e apoiadas por nos homens públicos, porque estimular, apoiar e incentivar o turismo religioso é fazer algo de bom e melhor pela população paranaense.

Pessuti disse ainda que um dos fatores importantes do turismo religioso é que agrega a família e as pessoas, como no caso de Lunardelli, onde há milhares de pessoas vindas de todos os cantos do Paraná, de outros estados e até do exterior.

São dezenas de ônibus trazendo milhares de pessoas para manifestar aqui o seu sentimento de fé cristã e o governo do Estado não pode virar as costas para tudo isto. É preciso investir no município. Conservar as estradas para evitar acidentes, dar segurança, enfim proporcionar toda estrutura que a cidade e o Estado precisam para receber estes fiéis, afirmou Pessuti.

continua após publicidade