Região

Polícia prende quadrilha de clonagem de cartão de crédito

Da Redação ·
Policiais da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas desmontaram no final de semana uma quadrilha de estelionatários especializada em abrir contas em bancos com documentos falsos e clonar cartões de crédito para comprar carros, jóias e aparelhos eletrônicos no Paraná, em São Paulo e Santa Catarina.
continua após publicidade
Ao todo, dez pessoas foram presas e quatorze mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Nos locais, oito carros - entre eles três importados - foram apreendidos, além de impressoras, um revólver calibre 38, uma pistola calibre 765, carteiras de identidades e de habilitação falsas, cartões de crédito clonados, três máquinas leitoras de cartões com dispositivo para copiar dados dos cartões ("chupa-cabra") e matrizes para confecções de cartões . A polícia estima que os golpes somem mais de R$ 1 milhão. Segundo a polícia, o grupo falsificava documentos de identidade, carteira de habilitação, declaração de rendimentos, residência e CPF. Com esses documentos e ajuda de funcionários de agência bancária, abriam conta e linhas de crédito, passando a fazer compras no comércio. Na clonagem de cartões de crédito o grupo colocava máquina de cartões com coletores de dados, os quais forneciam trilhas, onde constavam o número do cartão e a senha. Com os dados confeccionavam os cartões de crédito para aplicação dos golpes.
continua após publicidade
"Foi uma investigação trabalhosa contra uma quadrilha que era especializada em aplicar golpes para adquirir bens caros e de luxo", disse o delegado-chefe da Delegacia, Marcus Michelotto. A operação que cumpriu os dez mandados de prisão e outros 14 de busca e apreensão começou na noite de sexta-feira (20) e terminou apenas na manhã de sábado (21) com ações simultâneas em Curitiba, Almirante Tamandaré e Pinhas, na região metropolitana. Foram presos Marcos Alexandre Faria, 31 anos; Eliseu Gomes Silveira, 45; Adriano Célio Leal, 37; Paulo Sergio Benevides, 41; João Maria de França, 40; Suian Ayala de Oliveira e Souza, 31; Emerson Luiz de Lima, 33; Edson Coutinho Costa, 42. Dois adolescentes também foram apreendidos. Todos estão com prisão temporária decretada pela Justiça.
continua após publicidade
As investigações começaram em setembro do ano passado com o levantamento de informações sobre a ação da quadrilha que falsificava comprovantes de rendimentos e de endereço para poder abrir contas em bancos. Em outubro, durante uma abordagem, os policiais prenderam Ana Claudia Lima, 30 anos. Com ela foi apreendido material para coleta de impressões digitais, matrizes em branco de cartão de crédito, impressoras, plastificadoras, talões de cheque e diversas carteiras de identidade. Segundo a polícia, os documentos eram usados para fazer compras no comércio. Segundo o delegado-adjunto da DEDC, Vinicius Augustus de Carvalho, responsável pela investigação, Ana Cláudia é namorada de um dos integrantes da quadrilha. "Logo após a prisão, as investigações foram intensificadas e conseguimos mapear todas as ações da quadrilha" explicou. Com a identificação de todos os integrantes e os locais onde agiam, o delegado requereu os mandados de prisão e de busca e apreensão. O grupo que agia no Paraná, Santa Catarina e São Paulo é responsável pela clonagem de cartões de credito e de cheques, lesando assim diversos comerciantes. As investigações apontam para pessoas que auxiliam ou facilitam os golpes do grupo que são comerciantes e gerentes de bancos. A polícia nos próximos dias ira intimar gerentes de bancos e comerciantes que têm participação com os golpes, podendo ser decretada a prisão dos envolvidos. Todos irão responder por estelionato, falsificação de documentos públicos e particulares, falsidade ideológica e formação de quadrilha. Os adultos foram removidos para o Centro de Triagem II em Piraquara. Os adolescentes encaminhados para a Delegacia do Menor e do Adolescente.