Região

Cocap não tem garantia de convênio com BNDES

Da Redação ·
O economista do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Marco Antônio Silvestre Leite, esteve vistoriando o barracão incendiado da Cooperativa dos Catadores de Apucarana (Cocap) e, a continuidade do trabalho de recolhimento de materiais recicláveis no município.
continua após publicidade
A visita foi para constatar a ocorrência do sinistro, no mês passado, já que o BNDES estava para liberar recursos na ordem de R$ 876 mil à fundo perdido, provenientes de um projeto do banco voltado a ajudar cooperativas em todo o país. Este dinheiro seria utilizado no reequipamento da unidade visando a ampliação do volume diário de material recolhido e melhoria do rendimento dos catadores, entretanto, por causa do incêndio vai ser necessário construir novo barracão e adquirir equipamentos destruídos pelo fogo.
continua após publicidade
Desta forma os responsáveis pela Cocap, foram orientados  a alterar o projeto junto ao banco, que já estava aprovado, mas não solicitar adição de recursos, para não dificultar sua apreciação. Mas a alteração gera nova análise do projeto pelo BNDES, o que não garante a liberação do dinheiro, que já estava confirmado. A Cocap deve enviar o novo projeto até o final da semana, na expectativa de que se seja avaliado em até 30 dias. A cooperativa depende destes recursos para continuar existindo, caso contrário não sei o que vai ser da coleta seletiva na cidade, disse Heloísa Franciscon, voluntária da Cocap e responsável pelo convênio