Região

Apucarana: Parque da Redenção é fechado para finalização de esculturas

Da Redação ·
A Secretaria de Meio Ambiente e Turismo de Apucarana (Sematur) anunciou que está fechando o Parque da Redenção para visitação pública por aproximadamente 40 dias. A medida visa garantir que o espaço, que contempla ecologia e religiosidade, esteja totalmente acabado para a Semana Santa.
continua após publicidade
Inaugurado no último dia 31 de dezembro, o parque - que tem uma área de aproximadamente 60 mil metros quadrados e está localizado na comunidade rural do Barreiro - retrata através de personagens bíblicos esculpidos em tamanho gigante, a vida pública de Jesus desde o nascimento, batismo, sermão no Monte das Oliveiras, Santa Ceia, morte e a ressurreição. Como o local vem recebendo um grande número de visitantes todos os dias da semana, isso vem dificultando o trabalho de acabamento do parque e, principalmente, das esculturas, explica o prefeito João Carlos de Oliveira (PMDB). Idealizado pela prefeitura e viabilizado graças a recursos conquistados junto ao Ministério do Turismo, o Parque da Redenção é formado por 96 esculturas do artista plástico cearense Gilberto Gomes Moura. O local conta ainda com um centro de acolhimento dos visitantes e estacionamentos para carros e ônibus.
continua após publicidade
Graças a um plano de municipalização do setor, nos últimos anos Apucarana vem se tornando um roteiro certo para quem procura o turismo religioso no Paraná. Com igrejas e parques dedicados a vários temas (santos do catolicismo e ecumenismo), o circuito religioso tem atraído centenas de turistas para a cidade.

Maiores informações sobre a localização dos parques do Caminho das Águas: Circuito da Fé, pelo 3423-0142, na Sematur.

As informações são da Superintendência de Comunicação Social da Prefeitura de Apucarana