Região

UEL vai realizar nova prova para cargo da Sanepar

Da Redação ·

Em entrevista coletiva à imprensa na quarta-feira (27), o professor Silvano César da Costa, coordenador da Cops, esclareceu que a UEL decidiu anular a prova para o cargo "Técnico em Transações Imobiliárias" do concurso público da Sanepar, realizado no último dia 14 de dezembro, em sete cidades paranaenses.

continua após publicidade

A decisão foi tomada hoje pela manhã pela reitoria da UEL, a partir de notificação feita ontem à tarde, pelo Ministério Público, que recebeu denúncia de que questões da prova não eram inéditas. Na notificação o MP recomenda que a Universidade anule o concurso para o cargo.

O curso para o cargo de "Técnico em Transações Imobiliárias" contou com 40 questões, sendo de Língua Portuguesa, Matemática, Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos.

continua após publicidade

 "Para a área específica, a prova tinha 15 questões, das quais 12 eram similares à de uma apostila de um curso de técnico de corretor, ministrado em Curitiba", informou o coordenador da Cops. Segundo ele, não há informação se algum dos candidatos fez esse curso ou teve acesso a essa apostila. "Mas na dúvida decidimos anular a prova para este cargo, garantindo a idoneidade e a transparência do processo", acrescentou Silvano. "Portanto, é importante dizer que isso não caracteriza fraude no processo", disse o coordenador.

A anulação se refere somente para o cargo de técnico de transações imobiliárias, que está sendo questionado pela Promotoria. Uma nova prova deverá ser marcada para os 182 inscritos para o cargo, com uma data ainda a ser definida.

O coordenador da Cops informou ainda que os candidatos serão informados sobre a anulação e a realização de um novo concurso. "Entramos também em contato com a direção de recursos humanos da Sanepar que concordou com posição da UEL", disse Silvano.